24 de janeiro de 2022Informação, independência e credibilidade
Brasil

Luís Ernesto Lacombe deixa a Band após “mitar com bolsonarismo escancarado” e ser vetado

Jornalista agora vai ter que tentar a sorte em outro canal. Ou no Youtube

O jornalista Luís Ernesto Lacombe decidiu deixar a Band, depois que seu programa, Aqui na Band, sofreu alterações. A atração foi criticada por contar pautas tendenciosas a favor de Jair Bolsonaro e está em processo de reformulação.

Tanto Lacombe quanto Nathalia Batista, que comandava o programa ao lado dele, já haviam sido suspensos suspensos, assim como o diretor Vildomar Batista. Recém-contratada pela emissora, Mariana Godoy deve assumir o Aqui na Banda ao lado de outro nome de peso, que a Band deve anunciar nos próximos dias. O mais cotado é Zeca Camargo.

O programa, de qualquer forma, terá um formato diferente, e não apelará ao bolsonarismo escancarado. Este que, defensores, imaginavam que resultaria em um sucesso de audiência:

Mas o programa tinha desempenho inferior até à RedeTV. Ao que parecia, sua grande audiência ficava restrita aos trending topics no Twitter:

Quem mandou matar Bolsonaro?

A primeira controvérsia se deu na edição do dia 11 de maio, quando o programa promoveu o seguinte debate: “quem mandou matar Jair Bolsonaro?”. P

Para a pauta, foram convidados, parlamentares, advogados e apoiadores do presidente, dentre eles, Frederick Wassef, que escondeu Fabrício Queiroz em uma de suas casas, onde foi encontrado e preso.

Claro, vale lembrar: a pergunta “quem mandou matar Jair Bolsonaro” já havia sido respondida em inquérito aberto pela Polícia Federal: Adélio Bispo agiu sozinho.

A direção da Band achou o debate sem sentido e capaz de causar ranhuras num dos seus principais trunfos, o jornalismo. Até mesmo a CNN Brasil costumar ouvir todos os lados de uma história, mesmo estes sendo de extremos opostos.

Passado o turbilhão, o matinal voltou a apostar em convidados e temas mais leves até que na última terça-feira (23) resolveu testar os limites e colocou no ar um debate sobre o “novo conservadorismo”.

O programa recebeu no estúdio o blogueiro Allan dos Santos, alvo do inquérito das fake news no Supremo Tribunal Federal e outras figuras alinhadas ao discurso bolsonarista.

“Não tenho problema nenhum em me assumir conservador. Eu sou um jornalista em um programa de entretenimento. A população é em essência conservadora. E hoje muitas pessoas irão se descobrir assim“. Sergio Lacombe.

Ali ele sentenciou seu futuro na TV. Mas já há quem defenda ele como YouTuber. Mais alguns anos e pode ser o novo ministro de Bolsonaro.