11 de agosto de 2022Informação, independência e credibilidade
Maceió

Maceió apresenta robôs que vão evitar inundações e erosões

Município contratou empresa especializada para diagnóstico de problemas de drenagem e desobstrução de galerias pluviais

Prefeito JHC apresenta nova tecnologia que utiliza robôs para evitar inundações e erosões
Prefeito JHC reforçou que a nova tecnologia será fundamental para a capital alagoana. Foto: Edvan Ferreira / Secom Maceió
O prefeito de Maceió, JHC, apresentou nesta sexta-feira (8), a nova tecnologia que utiliza robôs em obra que vai garantir o devido escoamento das águas pluviais na capital. Para isso, foi contratada uma empresa especializada em desobstrução de tubulações e galerias com nível alto de assoreamento, além de ter expertise no diagnóstico de problemas com drenagem profunda.

“Esse equipamento será fundamental para fazer todo o georeferenciamento da nossa rede de drenagem e evitar alagamentos. Será útil na hora de fazer as intervenções precisas e assertivas, sem precisar cortar toda cidade, economizando recursos públicos. Não tínhamos esse serviço e nem dados precisos. O serviço já começa hoje e vai ser determinante para as futuras intervenções e planejamento da nossa cidade”, disse o prefeito.

Prefeito JHC já determinou o início imediato dos trabalhos. Foto: Edvan Ferreira / Secom Maceió
Prefeito JHC já determinou o início imediato dos trabalhos. Foto: Edvan Ferreira / Secom Maceió

Foi determinado que os trabalhos começassem ainda esta semana, priorizando as regiões críticas da parte baixa da cidade em que os alagamentos são frequentes e afetam, há anos, uma grande parcela da população. O objetivo é evitar que tragédias como a dos últimos dias não se repitam por falta de comprometimento do poder público.

O pregão eletrônico com esta finalidade foi encerrado recentemente e o Município firmou um termo com a empresa Goldman Soluções em Saneamento para recuperação estrutural, diagnóstico com vídeo inspeção robotizada, limpeza e desobstrução de galerias de águas pluviais na capital. A obra vai custar R$ 9,4 milhões e o prazo de execução é de 12 meses.

De acordo com a Secretaria Municipal de Infraestrutura (Seminfra), a intenção destes serviços é minimizar os impactos das chuvas, utilizando sistema robotizado para identificar os problemas na rede e, posteriormente, desobstruir as galerias pluviais, promovendo a reabilitação e efetiva funcionalidade do sistema de drenagem.

Será providenciada a limpeza das redes obstruídas com a utilização de modernos caminhões vac-all ultrajatos, equipados com bombas cuja tecnologia é própria para limpeza de galerias pluviais, com alto poder de desobstrução e sucção. Ao todo, serão alocados três caminhões com este sistema em localizações estratégicas no município.

“A execução do serviço visa à utilização de equipamentos de alta tecnologia robótica para diagnóstico visual e documental das avarias e não conformidades a serem possivelmente encontradas ao longo das redes coletoras de drenagem existentes, para posterior correção e reforma”, reforça Lívio Lima Fontenelle Filho, secretário-adjunto de Projetos e Obras Especiais da Seminfra.

Ele acrescenta que o contrato prevê a utilização de equipamentos de injeção hidráulica de alta pressão para desobstrução de tubos e galerias. Este serviço não vem sendo executado no município pela falta de tecnologia adequada para alcançar os pontos onde ocorre alta sedimentação, proveniente de materiais granulares depositados no interior dos dutos.

O serviço ainda vai demarcar pontos que necessitam de reparos e elaborar um programa de intervenção em redes subdimensionadas. Outra ação importante será a identificação de ligações clandestinas de esgoto nas galerias, diminuindo o mau cheiro e a poluição lançada nos cursos d’água.

“Os equipamentos que a empresa vai utilizar, aliados aos que a Prefeitura já disponibiliza no dia a dia, serão fundamentais para garantir a tranquilidade da população, principalmente no período chuvoso”, garantiu Lívio Fontenelle.

A iniciativa, como destaca, não só beneficiará as mais variadas camadas sociais da população, afastando o risco de inundações, como impedirá prováveis erosões constantemente encontradas nos solos. A expectativa é que impeça um problema maior e diminua os custos com retrabalhos e serviços de recuperação de terraplenagem e pavimentação existente. A fiscalização dos trabalhos será feita pelo quadro técnico da Seminfra.