11 de agosto de 2022Informação, independência e credibilidade
Maceió

Maceió é um dos destinos mais procurados do país para viagens no segundo semestre

Pesquisa realizada pelo Kayak aponta que a capital é o 3º destino do Nordeste e o 6º do país mais buscado para viagens até dezembro de 2022

Maceió é um dos destinos mais procurados do país para viagens no segundo semestre
As belezas naturais, gastronomia, receptividade da população e a rede de hotelaria motivam a procura pelo destino Maceió. Foto: Émile Valões / Ascom Semtel

Maceió mais uma vez desponta entre os destinos mais procurados do país para viagens. Segundo um levantamento realizado pelo  Kayak, um dos maiores buscadores de passagens no mundo, a capital alagoana é a terceira cidade do Nordeste mais buscada pelos viajantes e a sexta mais procurada levando em consideração o ranking nacional.

A pesquisa, que considera buscas por voos de ida e volta saindo de todos os aeroportos do Brasil rumo a todos os terminais do território nacional, levou em conta o período de 01/04/2022 a 21/06/2022 para viagens marcadas de 01/06/2022 a 31/12/2022, traçando um comparativo com 2021.

Maceió alcançou um percentual de aumento de 274%, seguida de Natal (239%), Fortaleza (238%) e Porto Seguro, na Bahia (202%).

“Estamos investindo em ações promocionais para elevar cada vez mais o fluxo de turistas na cidade, sobretudo com foco na alta temporada. A posição de Maceió no ranking de destinos mais procurados do país aponta para a força do nosso turismo interno e o potencial da capital frente a outros destinos conhecidos”, destacou a secretária de Turismo, Esporte e Lazer, Patricia Mourão.

Ainda de acordo com a pesquisa, também divulgada pelo Ministério do Turismo (Mtur), um dos fatores que tem impulsionado a retomada no setor e a preferência por viagens domésticas é o aumento na oferta de voos em território brasileiro.

Segundo a Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC), a oferta de viagens domésticas somou em maio, índice 6% maior que no mesmo mês em 2019.

Já o número de passageiros transportados superou 6,4 milhões, o equivalente a 90% do verificado em maio de 2019, antes da pandemia.

Confira o ranking nacional:

1 – São Paulo: 418%

2 – Rio de Janeiro: 377%

3 – Salvador: 343%

4 – Brasília: 299%

5 – Recife: 294%

6 – Maceió: 274%

7 – Porto Alegre: 243%

8 – Natal: 239%

9 – Fortaleza: 238%

10 – Porto Seguro: 202%