23 de junho de 2021Informação, independência e credibilidade
Maceió

Maceioenses são orientados sobre os riscos da ligação clandestina de esgoto

Profissionais que vão trabalhar na ação socioeducativa passaram por um treinamento nesta quarta-feira

Equipes da Seminfra flagraram várias ligações clandestinas de esgoto às redes de águas pluviais

A Prefeitura de Maceió inicia nesta quinta-feira (10) um trabalho educativo com as comunidades que estão recebendo ações do Programa Revitaliza Maceió.

A intenção é orientar sobre os riscos da ligação clandestina na rede coletora que vem sendo implantada em bairros da parte alta da cidade, promovendo a conscientização ambiental e de saúde.

Os profissionais que vão trabalhar na ação socioeducativa passaram por um treinamento nesta quarta-feira (9) para melhor interagir com a população, recebendo instruções sobre os cuidados com o meio ambiente e consequências da ligação clandestina, que traz risco de saúde à população.

“O objetivo é evitar essa prática irregular e, assim, conscientizar a população sobre os riscos das ligações clandestinas de esgoto para o meio ambiente e, principalmente, os riscos para a saúde, uma vez que pode gerar doenças, além de sujeira, proliferação de odores e de insetos”. Patrick Leite, gerente socioambiental da Unidade de Gerenciamento do Programa (UGP).

No trabalho socioeducativo, os profissionais vão explicar sobre a importância de aguardar o contato da Prefeitura junto à concessionária de saneamento para fazer a ligação da rede coletora para as residências.

A medida pretende evitar problemas como extravasamento de esgoto em via pública e retorno do esgoto lançado às residências, que são práticas ilegais. Também serão aplicados questionários sobre proteção do meio ambiente e saúde pública.

As ações socioeducativas ambiental fazem parte do projeto da Unidade de Gerenciamento do Programa (UGP) e têm início nesta quinta-feira (10) no bairro do Clima Bom. Os trabalhos de conscientização no bairro devem acontecer durante quatro dias, no horário de 8h às 16h.

O projeto segue, posteriormente, para os bairros do Tabuleiro do Martins, Santa Lúcia, Clima Bom e Cidade Universitária.