28 de novembro de 2020Informação, independência e credibilidade
Alagoas

MDB Alagoas manda dissolver diretório de Arapiraca e Barbosa contraria Renan

Tudo será discutido juridicamente no Tribunal Regional Eleitoral (TRE) e internamente no Diretório Estadual

A definição da candidato do MDB em Arapiraca vai parar na justiça. A convenção do partido no município, articulada pelo Diretório Estadual, foi dissolvida por decisão do senador Renan Calheiros e do MDB Alagoas.

Apesar disso, o vice-governador Luciano Barbosa contrariou a determinação e se colocou como candidato a prefeito com Rute Nezinho como vice.

Apesar disso, o MDB de Arapiraca oficialmente não tem candidato a prefeito e nem uma chapa formada de candidatos a vereadores, revoltando Barbosa, que não acatou a decisão de Renan, internado em um hospital em São Paulo.

“Vou colocar na ata que ele (Luciano) e seu grupo se recusaram a cumprir a determinação do Diretório Estadual e Nacional, que era a de colocar em votação, no dia de hoje, os nomes de Daniel Barbosa (filho de Luciano) e do deputado estadual Ricardo Nezinho (MDB). Sua candidatura a prefeito não interessa ao partido. Nós o queremos como candidato a governador mais adiante”. José Wanderley Neto, médico que presidiu a convenção.

Com a convenção anulada, uma outra foi convocada para discutir e votar a escolha entre os nomes de Daniel Barbosa, filho de Luciano, e o candidato do governador Renan Filho (MDB) e do senador Renan Calheiros, deputado estadual Ricardo Nezinho. Mas não houve acordo com o grupo de Barbosa.

Agora, tudo será discutido juridicamente no Tribunal Regional Eleitoral (TRE) e internamente entre os emedebistas do Diretório Estadual.

Confira a nota do partido:

O MDB de Alagoas se dirige ao povo alagoano, e em particular à população de Arapiraca, para expressar sua profunda decepção com a atitude irrefletida do Diretório Municipal do partido nesta cidade, que provocou o impasse atual.

A consequência é que, pela primeira vez na história da legenda, o MDB, que já governou Arapiraca em diversos períodos desde os anos 1970, não deverá ter candidatos majoritários e proporcionais nas eleições locais em 2020.

Os membros do Diretório Municipal, ao se recusarem de forma intransigente a seguir as diretrizes emanadas dos diretórios Estadual e
Nacional do MDB, romperam as relações democráticas e respeitosas entre as instâncias do partido, violaram o Estatuto da legenda e mancharam a própria história do MDB em Arapiraca e em todo o Estado de Alagoas.

É deles, portanto, a responsabilidade pelo gravíssimo prejuízo político ao MDB e ao honrado povo arapiraquense, que deposita no partido esperanças de progresso e lamentavelmente corre o risco de ficar sem opção de voto.

Não resta ao MDB de Alagoas, diante de tal afronta, outra providência estatutária senão a de encaminhar a dissolução do atual Diretório Municipal de Arapiraca, conforme autoriza a lei, para restabelecer a credibilidade e integridade do partido no município.

Maceió, 16 de setembro de 2020

MDB ALAGOAS

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.