29 de maio de 2022Informação, independência e credibilidade
Mundo

Ministro russo diz que guerra nuclear “está na mente do Ocidente, não de Putin”

Sergei Lavrov disse que se ocorresse uma terceira Guerra Mundial, o combate envolveria armas nucleares e seria destrutivo

O ministro das Relações Exteriores da Rússia, Sergei Lavrov, acusou hoje os políticos ocidentais de considerar uma guerra nuclear, no oitavo dia de invasão à Ucrânia.

“Todo o mundo sabe que uma terceira guerra mundial só pode ser nuclear, mas eu gostaria de chamar a atenção está na cabeça dos políticos ocidentais a ideia de uma guerra nuclear, não na cabeça dos russos”, afirmou Lavrov em uma entrevista coletiva coletiva na manhã de hoje.

Lavrov disse ainda que se ocorresse uma terceira Guerra Mundial, o combate envolveria armas nucleares e seria destrutivo e se mostrou confiante de que uma solução para a crise será encontrada e disse que as demandas de Moscou são “mínimas”. Representantes de Rússia e Ucrânia fazem novo encontro hoje para discutirem um cessar-fogo.

Ameaça ucraniana

Lavrov acrescentou que a Rússia não pode permitir que a Ucrânia represente uma ameaça à segurança do país. “Nós e só nós definiremos” as garantias de segurança russas, diz.

O regime de Vladimir Putin reclama de uma eventual adesão de Kiev à Otan (Organização do Tratado do Atlântico Norte), aliança militar criada para fazer frente à extinta União Soviética. Para Putin, a Otan é uma ameaça à segurança da Rússia por sua expansão na região.

O chefe da diplomacia russa diz que Putin passou “horas intermináveis” em reuniões com líderes ocidentais sobre a Otan, mas que a retórica da aliança é “antirussa” e que nunca viram um sinal de que poderiam trabalhar de forma mútua.