29 de julho de 2021Informação, independência e credibilidade
Justiça

Moraes une inquéritos das fake news e atos antidemocráticos, que podem cassar Bolsonaro

Provas poderão ser compartilhadas e Polícia Federal terá família de Bolsonaro e apoiadores em alvo de um superinquérito

O inquérito das fake news e o inquérito atos antidemocráticos poderão compartilhar provas. Esta foi a decisão do ministro do STF, Alexandre de Moraes, que praticamente abriu um superinquérito onde todos os alvos são próximos ao presidente Jair Bolsonaro.

Ao unir ambos inquéritos, foi criada uma repercussão das ações no Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Com relatoria do corregedor-geral do tribunal, o ministro Luis Felipe Salomão, o os processos contra a chapa podem inclusive levar à cassação de Bolsonaro e Hamilton Mourão.

Leia mais: TSE recebe provas de fake news em inquérito da chapa Bolsonaro-Mourão
STF manda investigar 10 deputados e três filhos de Bolsonaro por conspiração contra democracia

Além das mentiras, há indícios de financiamento feito por empresários, via caixa dois, para disseminação de informações falsas em favor do atual presidente contra seus adversários.

Moraes agora tem uma bala na agulha para conter as ofensivas do presidente contra o Judiciário, pois ele colocou a Polícia Federal atrás da família de Bolsonaro e apoiadores em dois inquéritos.