26 de junho de 2022Informação, independência e credibilidade
Brasil

Mourão: Coaf é problema de pai e filho

Presidente em exercício disse que a investigação contra Flávio Bolsonaro “não é assunto do governo”

Presidente interino enquanto Bolsonaro está em Davos, o general Hamilton Mourão afirmou que as investigações que envolvem o senador eleito Flávio Bolsonaro (PSL-RJ) não afetam o governo. E que na pior das hipóteses, ela podem ser apenas preocupação de “pai para filho”.

Segundo Mourão, este tema não é um assunto do governo.

“Pode preocupar o presidente como pai em relação ao filho. Todos nós nos preocupamos com os nossos filhos. Acho que talvez isso aí, apesar de ele não ter me dito nada a respeito”. General Hamilton Mourão, presidente interino do Brasil.

Em nova entrevista à TV Record, que vai se consolidando como principal meio de comunicação na televisão do atual governo, o senador eleito pelo Rio, Flávio Bolsonaro, deu novas explicações para as movimentações atípicas encontradas no Coaf (Conselho de Controle de Atividades Financeiras) e veiculadas na Rede Globo: os milhões são de vendas de apartamentos.

Documentos m cartórios mostram que o filho do presidente registrou, de 2014 a 2017, mesmo período da movimentação dos R$ 7 milhões de Queiroz, a aquisição de dois apartamentos em bairros nobres do Rio de Janeiro, ao custo informado de R$ 4,2 milhões.