1 de dezembro de 2020Informação, independência e credibilidade
Economia

Mourão culpa auxílio emergencial pela alta do arroz, já racionado em mercados

Principal motivo da alta de preços do arroz é o dólar: produtores preferem exportar e há escassez no mercado interno

O vice-presidente Hamilton Mourão (PRTB) disse hoje que a alta de alimentos da cesta básica como o arroz é provocada pelo dinheiro que o governo federal injetou na economia com programas sociais, sendo o principal deles atualmente o auxílio emergencial, com foco em trabalhadores informais.

Segundo Mourão, a elevação dos preços ao consumidor “é uma questão da lei da oferta e da procura”.

“As pessoas estão se alimentando melhor e melhorando suas casas, essas são duas áreas onde está havendo bastante gasto”. Hamilton Mourão, vice-presidente.

O arroz disparou nos supermercados brasileiros, sobretudo nas últimas semanas. Um pacote de cinco quilos, normalmente vendido a cerca de R$ 15, chega a custar R$ 40.

A alta do arroz já chega a 100% em 12 meses. E não há previsão de queda: produtores e especialistas dizem que os preços devem continuar subindo nos próximos meses.

O principal motivo da alta de preços do arroz é o dólar. Embora tenha mostrado alguma redução nas últimas semanas, a média ainda é muito alta em relação ao ano passado. Isso faz com que muitos produtores prefiram exportar, ganhando em dólar, a vender arroz no mercado interno.

Mourão, diga-se de passagem, também lembrou as exportações de arroz, que se intensificaram nos últimos meses por causa do aumento do dólar, que torna a venda para outros países mais atrativa do que o mercado interno para alguns produtores.

Racionamento

Alguns supermercados da região de Campinas, interior de São Paulo, têm limitado a quantidade de pacotes de arroz por cliente. O problema foi relatado por consumidores em estabelecimentos de Campinas, Piracicaba, Americana e Sumaré, no interior do estado.

Nos mercados, cartazes informam as razões do aumento do preço e a limitação da quantidade que pode ser adquirida, geralmente de três a quatro sacos. Os preços variam entre R$ 19,99 a R$ 24,99.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.