24 de maio de 2022Informação, independência e credibilidade

Brasil

Impeachment: Lavenère vê risco zero para afastamento de Dilma Rousseff

Impeachment: Lavenère vê risco zero para afastamento de Dilma Rousseff

Brasil, Política
Em entrevista concedida ao programa Espaço Público, da TV Brasil, o advogado alagoano, Marcelo Lavenère Machado, responsável pela apresentação da denúncia que resultou no impeachment do presidente Fernando Collor, em 1992, faz um comparativo entre o processo vivido na época, e o processo, hoje focado na presidente Dilma Russef. Ele fala sobre o comportamento da mídia, a Operação Lava Jato e delação premiada, entre outros assuntos. E embora não acredite na possibilidade de afastamento da presidente Dilma e do vice Michel Temmer, alerta para os prejuízos que o julgamento antecipado podem causar à democracia. Confira trechos da entrevista, no texto de Hylda Cavalcanti - publicado em RBA (*)   Brasília – Com a biografia de quem, nas últimas cinco décadas, de

Redução do número de parlamentares tem apoio nas redes sociais

Brasil
A discussão sobre diminuir o número de senadores, de 81 para 54, e de deputados federais, de 513 para 385, tem ganhado força nos últimos dias em todo o País. Isso porque um link, que incentiva internautas a participar de consulta pública sobre uma Proposta de Emenda à Constituição (PEC) com esse objetivo, teve grande procura essa semana nas redes sociais e, em apenas quatro dias, até sexta-feira (19), já havia registrado mais de 136 mil apoios e apenas mais de 500 manifestações contrárias. A PEC 106/15, de autoria do senador Jorge Viana (PT-AC), altera os artigos 45 e 46 da Constituição Federal e estabelece que cada estado e o Distrito Federal elegerão dois e não mais três senadores, como é atualmente. A proposta não muda o tempo de mandato no Senado que continuaria de oito anos. Na

Escândalo FHC aumenta a briga entre PT e PSDB no Congresso Nacional

Brasil
As declarações da ex-repórter da TV Globo Mirian Dutra sobre a mesada de US$ 3 mil que recebia do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso (PSDB) e a relação amorosa que os dois mantiveram durante o mandato de FHC foi um dos principais assuntos debatidos entre os parlamentares nesta quinta-feira,18. A oposição se recusa a comentar as declarações de Mirian, alegando se tratar de um assunto de foro íntimo e que diz respeito apenas ao ex-presidente tucano e à sua família. Mas há governistas que prometem analisar mais afundo as informações. O objetivo da bancada é debater a forma com que Fernando Henrique enviava dinheiro ao exterior para auxiliar nas despesas de Miriam com o filho, Tomás Dutra, e investigar se houve irregularidades no caso. O deputado Paulo Pimenta (PT-RS) ressalta que n
Ex-amante denuncia esquema de Fernando Henrique Cardoso nas Ilhas Cayman

Ex-amante denuncia esquema de Fernando Henrique Cardoso nas Ilhas Cayman

Brasil
Um fantasma do passado do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso voltou a assombrá-lo com a volta da jornalista Miriam Dutra – com quem o tucano teve relacionamento extraconjugal nos anos 1980 e 1990 – ao noticiário. Despachada para a Europa depois que engravidou, Mirian agora reaparece e, em entrevista à Folha de S.Paulo, revela que a empresa Brasif S.A.Exportação e Importação ajudou FHC a enviar recursos ao exterior para custear gastos dela e do filho, Tomás Dutra, com quem o ex-presidente mantém relacionamento paternal. Segundo Miriam, as transferências foram feitas por meio de contrato fictício de trabalho celebrado em dezembro de 2002 e com validade de quatro anos. A contratante que aparece nos registros da contratação é a empresa Eurotrade Ltd., cuja sede a Brasif mantém nas Ilha
Diante do sucesso que fez na Lava Jato, japonês da federal agora quer mandato político

Diante do sucesso que fez na Lava Jato, japonês da federal agora quer mandato político

Brasil
Marchinha e fantasias de Carnaval, flashes por onde passa e até tietagem de deputados. O agente da Polícia Federal Newton Ishii, alçado à fama por aparecer em quase todas as prisões de políticos e empreiteiros daoperação Lava Jato está prestes a se deparar com mais uma grande novidade em sua vida: poderá se tornar político. Conhecido como o japonês da Federal, Ishii esteve nesta quarta-feira na Câmara dos Deputados para visitar o deputado Aluisio Mendes (PTN-MA) e recebeu seu “sexto ou sétimo convite” para se filiar a um partido e concorrer a um cargo nas eleições municipais deste ano, segundo seus amigos. “Convites para se filiar ele tem vários. Mas até a semana que vem deve se decidir se aceita algum. Hoje, ele é um símbolo do combate à corrupção e pode aproveitar esse momento”
Manifestantes prós e contras ex-presidente Lula se enfrentam em SP

Manifestantes prós e contras ex-presidente Lula se enfrentam em SP

Brasil
Nesta manhã de quarta-feira, 17, manifestantes contra e a favor do ex-presidente Lula se enfrentaram na porta do Fórum Criminal da Barra Funda, na Zona Oeste de São Paulo, onde Lula e a ex-primeira-dama, Marisa Letícia, prestariam depoimento hoje. Gritando palavras de ordem e exibindo cartazes contra e a favor de Lula, os manifestantes se hostilizavam. Em seguida, começaram a jogar objetos como ovos e frutas uns contra os outros. Uma mulher chegou ferida na cabeça durante confronto. Por volta das 10h30, o clima ficou mais tenso quando manifestantes contra Lula tentaram encher um boneco gigante com a caricatura de Lula chamado de "pixuleco". Os manifestantes a favor do ex-presidente reagiram. Centenas de integrantes da CUT e manifestantes ligados ao PT participaram do protesto

Justiça quebra sigilos de tucanos flagrados na máfia da merenda escolar em São Paulo

Brasil
A Justiça de São Paulo determinou, nesta terça-feira, 16, a quebra de sigilo fiscal e bancário do presidente da Assembleia Legislativa de São Paulo, deputado Fernando Capez (PSDB), e de dois ex-assessores do governo de Geraldo Alckmin - Luiz Roberto dos Santos, ex-chefe de gabinete da Casa Civil, e Fernando Padula, ex-chefe de gabinete da secretaria da Educação. Os três são citado nas investigação da Operação Alba Branca, que apura um esquema de fraude na merenda escolar, em São Paulo, que envolve o desvio de mais de R$ 280 milhões só em notas frias. Fernando Capez nega a participação no esquema e afirma que todos os documentos solicitados pelo Ministério Público foram entregues na segunda-feira (15) à Justiça. O presidente da Assembleia Legislativa de São Paulo afirma ainda, por meio d
Prefeitura destrói os chamados paredões de som apreendidos

Prefeitura destrói os chamados paredões de som apreendidos

Brasil
Quando a Prefeitura assume suas verdadeiras responsabilidades  e passa defender os interesses reais da população age exatamente como fez a Prefeitura de Fortaleza em relação aos famigerados "paredões" sonoros. Lá, a gestão pública sai às ruas, apreende e destrói esses equiamentos, quando os considera tecnicamente irregulares. Mais de 587 equipamentos já foram destruídos em praça pública. Um trator, normalmente, é  a ferramenta usada para a destruição dos chamados “paredões de som”, Enquanto isso, na maioria dos municípios alagoanos as praças são palcos para o "campeonato" dos paredões. Um trator foi a ferramenta usada para a destruição dos chamados “paredões de som”.       //

Motorista que comprou refinaria de petróleo tem ligações com lobista de Eduardo Cunha

Brasil
Em depoimento a investigadores da Operação Lava Jato, o economista Felipe Diniz declarou à Procuradoria-Geral da República (PGR) que Ângelo Tadeu Lauria, comprador de uma refinaria defendida no passado pelo atual presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), na verdade é motorista de um lobista – este, identificado nas investigações como o responsável pelo repasse de 1,3 milhão de francos suíços para um conta bancária do deputado na Suíça, em 2011. A informação, publicada  pelo jornal Correio Braziliense, consta de inquérito em que Cunha figura como suspeito de ter recebido dinheiro de João Augusto Rezende Henriques, operador do esquema, em troca da compra de um poço de petróleo na África por parte da Petrobras. Nesta negociata, a estatal investiu US$ 66 milhões e não encontrou o minér
Ministro do TCU suspeito de receber propina de empreiteiras

Ministro do TCU suspeito de receber propina de empreiteiras

Brasil
Relator do acordo de leniência proposto pela UTC Engenharia desde julho do ano passado, o ministro do Tribunal de Contas da União (TCU), Raimundo Carreiro protocolou no final da tarde de ontem, 11,  um ofício declarando-se impedido no processo. Segundo informações do jornal O Globo, Carreiro é investigado em inquérito no Supremo Tribunal Federal (STF) por suspeita de receber propina do dono da UTC. Agora cabe ao presidente do tribunal despachar o pedido de impedimento à secretaria de sessões, que deverá escolher outro relator para o caso.carneiro Os acordos de leniência envolvem empresas investigadas pela Operação Lava Jato e equivalem à delação premiada de pessoas físicas. Os processos de oficialização dos acordos são acompanhados pelo TCU, que designa por meio de sorteio um relato