24 de maio de 2022Informação, independência e credibilidade

Economia

O Brasil piorou: Bolsonaro é o 1º presidente a diminuir poder de compra do salário mínimo

O Brasil piorou: Bolsonaro é o 1º presidente a diminuir poder de compra do salário mínimo

Economia
Jair Bolsonaro vai terminar seu mandato em dezembro de 2022 como o primeiro presidente, desde o Plano Real, a deixar o salário mínimo valendo menos do que quando entrou. Nenhum governante neste período, seja no primeiro ou segundo mandato, entregou um mínimo que tivesse perdido poder de compra. Pelos cálculos da corretora Tullett Prebon Brasil, a perda será de 1,7%. Há três anos, não há reajuste do piso acima da inflação. O último foi em 2019, quando ainda prevalecia a regra de correção que considerava a inflação mais a variação do Produto Interno Bruto (PIB) de dois anos antes. A desvalorização pode se estabilizar se a inflação não subir ainda mais do que o previsto no boletim Focus, do BC (Banco Central). As previsões vêm sendo revisadas para cima há 16 semanas e, descontada
Petrobras aumenta o preço do diesel

Petrobras aumenta o preço do diesel

Economia
A Petrobras irá reajustar em 8,87% o preço do diesel nas suas refinarias a partir desta terça-feira (10), com o valor do combustível para distribuidoras passando de R$ 4,51 para R$ 4,91 por litro. Os preços de gasolina e GLP, no entanto, estão mantidos. Leia mais: Petrobras libera R$ 27,6 bi a acionistas e vai anunciar novo aumento da gasolina O último aumento promovido pela estatal ocorreu no dia 11 de março. Na ocasião, somente o reajuste do diesel foi de 24,9%. Segundo a Petrobras, o balanço global de diesel está impactado por uma redução da oferta frente à demanda. "Os estoques globais estão reduzidos e abaixo das mínimas sazonais dos últimos cinco anos nas principais regiões supridoras. Esse desequilíbrio resultou na elevação dos preços de diesel no mundo inteiro, com a
Alta dos preços de passagens e hospedagens gera desistências de viagens no País

Alta dos preços de passagens e hospedagens gera desistências de viagens no País

Economia
Uma grande parcela dos brasileiros que haviam programado as férias para o mês de junho estão desistindo devido a inflação que causou a carestia dos preços das passagens aéreas, hospedagem e alimentação. Resultado é que a disparada da inflação com a alta dos preços mudaram os planos de viagens dos brasileiros. De acordo com o Índice de Preços ao Consumidor (IPC) calculado pela Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe) alguns sites de vendas registram até 62% de aumento nos custos de pacotes de viagens. Com isso, quem não desistiu está optando pela viagem de ônibus em trechos mais curtos. O site de buscas de passagens aéreas Kayak indica que os preços médios de passagens aéreas (ida e volta) para os destinos nacionais mais procurados subiram até 62%, e os de rotas internac
Gasolina subiu de preço de novo e Brasil tem a 4ª maior inflação do mundo

Gasolina subiu de preço de novo e Brasil tem a 4ª maior inflação do mundo

Brasil, Economia
O preço da gasolina subiu pela quarta semana seguida nos postos brasileiros. Nesta semana, inclusive superou o recorde observado na anterior ao atingir a média de R$ 7,295 por litro, segundo dados da ANP (Agência Nacional do Petróleo, Gás e Biocombustíveis). O valor verificado pela agência nesta semana é 0,1% superior ao da última pesquisa, de R$ 7,283 por litro. O maior preço detectado pela ANP foi R$ 8,999, em Tubarão (SC), R$ 0,40 a mais do que o verificado na semana anterior em São Paulo e no Guarujá, no litoral paulista. O preço do diesel também manteve tendência de alta, sendo vendido, em média, a R$ 6,630 por litro, R$ 0,02 acima do verificado pela ANP na última semana. Os dois produtos sofreram os últimos reajustes nas refinarias no dia 11 de março. A alta recente n
Confiança dos empresários de Alagoas recuou -8,9% entre janeiro e abril

Confiança dos empresários de Alagoas recuou -8,9% entre janeiro e abril

Economia
A pesquisa sobre o Índice de Confiança do Empresário do Comércio (Icec), realizada pelo Instituto Fecomércio AL em parceria com a Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), aponta que após um período de recuperação e crescimento ao longo do último semestre do ano passado, o otimismo dos empresários maceioenses recuou -8,9% entre janeiro e abril. Neste último mês, o indicador marcou 116,6 pontos e, mesmo mostrando uma tendência de recuo, ainda se mantém acima da zona de satisfação, que é de 100 pontos. Na variação mensal, o Icec saiu de 122,6 para 116,6 pontos; uma queda de 4,89%. Esse desempenho aproxima a expectativa do empresário alagoano da média regional (Nordeste) 113,8 pontos, mas o situa abaixo da média nacional de 118 pontos. Um dos possíveis
Custo da cesta básica aumenta nas 17 capitais pesquisadas pelo Dieese

Custo da cesta básica aumenta nas 17 capitais pesquisadas pelo Dieese

Economia
O custo da cesta básica de alimentos aumentou em abril em todas as 17 capitais onde o Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese) realiza a Pesquisa Nacional da Cesta Básica de Alimentos. De março para abril, as altas mais expressivas ocorreram em Campo Grande (6,42%), Porto Alegre (6,34%), Florianópolis (5,71%), São Paulo (5,62%), Curitiba (5,37%), Brasília (5,24%) e Aracaju (5,04%). A menor variação foi observada em João Pessoa (1,03%). Segundo a pesquisa, São Paulo foi a capital onde a cesta básica teve o maior custo (R$ 803,99), seguida por Florianópolis (R$ 788), Porto Alegre (R$ 780,86) e Rio de Janeiro (R$ 768,42). Nas cidades do Norte e Nordeste, onde a composição da cesta é diferente das demais capitais, os menores valores médios foram
Petrobras libera R$ 27,6 bi a acionistas e vai anunciar novo aumento da gasolina

Petrobras libera R$ 27,6 bi a acionistas e vai anunciar novo aumento da gasolina

Brasil, Economia, Expresso
Prepare o bolso que vem aí novo aumento de gasolina.  Petrobras deve anunciar esta semana mais R$ 27,6 bilhões de dividendos a acionistas, segundo projeções do Instituto de Estudos Estratégicos de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (Ineep). Mas, além disso, deverá anunciar também um novo aumento dos combustíveis, mantendo a política de preços da empresa, devidamente atrelada ao dólar que está em alta. A estatal foi entregue ao mercado financeiro, logo após ao impeachment da presidente Dilma Rousseff (PT), quando adotou a política de paridade internacional de preços, que hoje é mantida pelo governo Jair Bolsonaro (PL). A nova distribuição de dividendos acontece menos de seis meses após a estatal brasileira enviar R$ 101 bilhões aos acionistas - resultado do lucro de R$ 106
BC aumenta mais a taxa de juros e CNI diz que decisão é excessiva e equivocada

BC aumenta mais a taxa de juros e CNI diz que decisão é excessiva e equivocada

Economia
O Comitê de Política Monetária (Copom), do Banco Central, decidiu, por unanimidade, elevar a taxa básica de juros (Selic) de 11,75% para 12,75% — o maior patamar desde abril de 2017 —, em linha com a expectativa do mercado financeiro, mas na contramão do esperado pelo setor produtivo. Foi a 10ª alta consecutiva da Selic. Para especialistas, a decisão mostrou que o BC continua preocupado com a inflação, que não dá trégua não apenas no Brasil. Entre os países da Organização para Cooperação do Desenvolvimento Econômico (OCDE), a média do custo de vida acelerou 8,8%, no acumulado em 12 meses até março, a maior variação desde outubro de 1988. A Confederação Nacional da Indústria (CNI) avaliou a alta dos juros como "excessiva e equivocada", porque poderá comprometer a atividade e travar o cr
Receita e PGFN lançam edital para negociar R$ 150 bi em impostos

Receita e PGFN lançam edital para negociar R$ 150 bi em impostos

Economia
A Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional (PGFN) e a Receita Federal lançaram hoje (3), em Brasília, um edital de transação tributária para negociar até R$ 150 bilhões em créditos disputados pelo governo e  contribuintes. O montante representa a soma de todos os créditos tributários em disputa envolvendo duas das maiores controvérsias jurídicas em litígio na Receita Federal, onde significa uma grande parte (R$ 122 bilhões) de todo o contencioso administrativo em tramitação (R$ 1,7 trilhão). Neste caso, as controvérsias envolvem a consideração de despesas com ágio em participações societárias para o cálculo da amortização de impostos. As adesões ficarão abertas até 29 de julho. Este é o segundo edital de transação tributária lançado com o objetivo de que tanto contribuintes como
Redução do IPI trará novo impacto financeiro para municípios, diz CMN

Redução do IPI trará novo impacto financeiro para municípios, diz CMN

Economia
Foi publicada no Diário Oficial da União nesta sexta-feira, 29, mais uma redução de alíquotas do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI), ampliando a isenção de 25% para 35%. A Confederação Nacional de Municípios (CNM) lamenta mais um decreto com redução adicional do Imposto, e se surpreende ao constatar que, para promover essa redução de receita, o governo majorou a alíquota da Contribuição Social sobre o Lucro Líquido (CSLL) em 1%, receita esta que é integralmente arrecadada pela União. Novamente, se promove redução de alíquotas em impostos que são compartilhados com Estados e Municípios sem, no entanto, a previsão de uma medida de compensação das quedas que ocorrerão com a redução. E, agravado a isso, a União resolve seu problema aumentando receitas não compartilhadas