11 de agosto de 2022Informação, independência e credibilidade
Blog

Órgãos de Inteligência suspeitam de ataques terroristas no 7 de Setembro

Colunista da Veja traz informação de que ataques seriam promovidos pela extrema-direita para tentar mudar rumos das eleições deste ano

Ataque ao Riocentro, em 1981: milico foi pelos ares e democracia foi salva

A extrema-direita conservadora continua com seu projeto de atraso para o Brasil. Enquanto o mundo caminha para o metaverso, estamos ainda na década de 1960, no auge da “guerra contra o comunismo”, que já era uma das bandeiras de luta de Hitler na Alemanha, na década de 1930.

Agora, os órgãos de inteligência investigam a possibilidade de termos outro episódio semelhante ao do Riocentro, registrado em 1981. Na noite de 30 de abril daquele ano, o Exército e a Polícia Militar do Rio de Janeiro planejaram um ataque terrorista para incriminar grupos de oposição à Ditadura Militar e recrudescer o regime, além de retardar a reabertura democrática no Brasil.

Felizmente, a bomba explodiu antes do planejado e o sargento do Exército Guilherme Pereira do Rosário, de 35 anos, que a trazia no colo, foi pelos ares. O outro milico que estava no carro era o capitão paraquedista Wilson Luís Chaves Machado, de 33 anos, que sobreviveu com alguns ferimentos. A notícia boa é que, naquela época, mertiolate ardia muito!

Voltando ao ano 22 do século 21, o colunista Matheus Leitão, da Veja, traz, neste dia 2 de agosto, a informação de que os órgãos de inteligência investigam a possibilidade de ataques terroristas no dia 7 de setembro, quando se celebra a Independência do Brasil.

O objetivo dos fatos sangrentos seria culpar a esquerda e tentar mudar os rumos das eleições deste ano, ao gerar pânico na sociedade. O texto de Leitão está aqui.

Isso torna a escolha cada vez menos difícil: a gente quer um país que avança e se solidifica democraticamente ou o atraso calcado na barbárie, na violência e na mentira? Com a palavra, o eleitor.