29 de julho de 2021Informação, independência e credibilidade
Alagoas

Palácio não sinaliza sobre candidato ao governo, mas JHC e Lira já têm os seus

Não fosse a pandemia a classe política já estaria em pé de guerra pelos seus candidatos

Partidos se articulam para fazer o próximo governador de Alagoas

O senador Rodrigo Cunha (PSDB) já é, praticamente, o nome definido do grupo do prefeito JHC(PSB) para concorrer ao governo do Estado, nas eleições de 2022.

Não existisse essa tragédia da pandemia, certamente, que a classe política estaria em polvorosa (ou em pé de guerra) com as negociações nesse campo.

O grupo do presidente da Câmara, deputado Arthur Lira (PP) – hoje o nome mais influente do cenário político  nacional – tem como referência de candidato ao governo o deputado estadual Davi Davino Filho (PP).

E o grupo do governo do Estado tem quem como candidato à sucessão de Renan Filho?

Essa é a pergunta que todos fazem ao próprio governador e ele próprio ainda diz que não sabe exatamente. E não se trata de esconder o jogo. É que o emaranhado das peças ainda não permitiu essa definição.

Na bolsa de aposta dos corredores palacianos há quem fale em Alfredo Gaspar, Alexandre Ayres e até o prefeito do Pilar, Renato Filho, um aliado do governador que tem se destacado na gestão municipal.

Mas, ninguém crava um nome por uma razão específica. Antes de decidir quem vai apoiar para sua sucessão, Renan Filho terá que bater o martelo sobre o seu futuro político.

Isto é, ele terá que dizer se deixa o governo para se candidatar ao Senado ou se conclui o segundo mandato de governador.

Se alguém souber exatamente o que vai acontecer pode informar.

Do contrário, o tempo certo dirá.