29 de maio de 2022Informação, independência e credibilidade
Policia

Pastores alagoanos e filho são presos em SP suspeitos de assassinato e ocultação de cadáver

Os três estavam em Araçatuba e teriam matado uma mulher no ano passado

Um pastor alagoano e sua esposa, de 44 e 43 anos, foram presos na madrugada de quinta-feira (24), pela Polícia Militar Rodoviária. No dia seguinte, (25), um filho do casal, de 25 anos, foi preso por uma equipe de investigadores da Divisão Especializada de Investigações Criminais (Deic).

Segundo investigação da polícia de Sergipe, a família liderava uma igreja evangélica e os pastores foram capturados suspeitos de matar Edjane de Jesus Silva, 35 anos, em 3 de julho de 2020, no Conjunto Marivan, bairro Santa Maria, em Aracaju (SE).

Todas as prisões ocorreram em Araçatuba, no interior de São Paulo.

A polícia informou que a vítima era uma pessoa simples que foi acolhida pela família dos religiosos, mas teria passado a viver em situação análoga à de escravidão, sendo forçada a trabalhar para eles. Ela teria sido torturada até a morte.

Após o homicídio, o corpo da vítima foi transportado no automóvel do pastor, durante a madrugada, para o interior de Alagoas, onde teria sido queimado e enterrado em um canavial.