28 de maio de 2022Informação, independência e credibilidade
Política

Paulo Dantas fala em aumentar em 60% o número de empregos no turismo em Alagoas

Deputado Estadual avalia que setor tem potencial de gerar até 45 mil empregos diretos e indiretos em quatro anos

O deputado Paulo Dantas usou o Twitter para defender uma política de desenvolvimento do turismo no interior e nos parques naturais. “É preciso investir urgentemente no turismo da natureza e histórico em Alagoas. Esse é um dos caminhos mais rápidos para a geração de emprego e renda no Estado e a retomada da economia”, afirmou Paulo Dantas.

De acordo com o parlamentar, estudos como o do Instituto Semeia mostram que o Brasil tem potencial considerável de geração de emprego e renda por meio do turismo ecológico, de aventura e histórico.

“Com uma política bem implementada, é possível abrir 15 mil empregos diretos e até 30 mil indiretos, com fornecedores e empresas correlatas. Isso significa aumentar dos atuais 25 mil para 40 mil empregos diretos em poucos anos. Com até 100 famílias vivendo da renda produzida pelo turismo”. Paulo Dantas.

O investimento público em turismo pode fazer retornar à sociedade R$ 7 reais para cada R$ 1 real aplicado, defendem alguns estudos.

“É hora de estabelecer políticas públicas estruturantes e duradouras, estimular a abertura de novos leitos, divulgar os roteiros de cada região e criar condições para os visitantes de Alagoas conhecerem mais do que só uma parte de Alagoas, que são as nossas praias. Que todos se encantem com 100% de nosso Estado. Temos a região das Lagoas, Rios e Mares do Sul, a região da Costa dos Corais, a região do Agreste, a região dos Quilombos e a região do Sertão com grande potencial do turismo de experiência. Se dermos ao nosso turista todas as nossas opções ele ficará mais dias em nosso Estado e deixará mais recursos para o artesão, o guia turístico, o vendedor de coco e toda a cadeia produtiva do turismo”. Paulo Dantas.

Para Paulo Dantas, não é aceitável que um Estado que possui as belezas naturais que tem Alagoas não disponha de um gerenciamento eficaz de parques naturais e que o turismo só contribua com 9% da economia estadual.

“Temos países, como Croácia, em que o turismo representa 20% do PIB. Eu entendo que Alagoas possa ao menos duplicar a atual participação, ao aplicar um programa que abram caminhos para a união de esforços entre o setor público, a iniciativa privada e a sociedade civil. O papel do Estado é o de facilitar, promover, incentivar e fiscalizar, de modo que a economia se desenvolva e o desemprego caia a níveis aceitáveis”. Paulo Dantas.

Experiência

Paulo ainda destacou que, quando foi prefeito de Batalha, investiu na criação de um calendário cultural e de turismo de negócios e de experiências, do qual fazem parte o relançamento da Expo Bacia Leiteira da cidade e as Festas de São João.

“Esses eventos receberam toda a infraestrutura urbana e de promoção para atrair turistas e investidores, repercutindo diretamente na geração de emprego e renda dos batalhenses e dos moradores das cidades vizinhas”. Paulo Dantas.