29 de julho de 2021Informação, independência e credibilidade
Brasil

Paulo Guedes acusa China de criar coronavírus e depois, arrependido, pede desculpas

Ministro tomou a vacina chinesa e disse que vai fazer contato com a embaixada chinesa para se desculpar

Guedes ataca vacina chinesa e depois pede desculpas

Após dizer que “o chinês” criou a covid-19 e ainda produziu vacinas de eficácia mais baixa do que aquelas desenvolvidas por farmacêuticas dos Estados Unidos, o ministro da Economia, Paulo Guedes, fez uma retratação pública e disse que foi “infeliz” em sua declaração.

Inclusive, ressaltou que foi vacinado com a Coronavac (desenvolvida pelo Instituto Butantan em parceria com o laboratório chinês Sinovac) e disse que o ministro de Relações Exteriores, Carlos Alberto França, vai fazer contato com a embaixada chinesa para desfazer o que, segundo Guedes, foi um “mal entendido”.

O ministro deu a declaração polêmica em uma reunião do Conselho de Saúde Suplementar (Consu) realizada na manhã desta terça-feira, 27. Ele não sabia que estava sendo gravado. A fala ecoa uma teoria bolsonarista sem comprovação, mas difundida nas redes sociais, de que a China desenvolveu o vírus da covid-19 em laboratório com interesses econômicos.

“O chinês inventou o vírus e a vacina dele é menos efetiva que a do americano. O americano tem 100 anos de investimento em pesquisa. Os caras falam: qual é o vírus? É esse? Tá bom. Decodifica. Tá aqui a vacina da Pfizer. É melhor que as outras. Então vamos acreditar no setor privado”, disse o ministro da Economia.