28 de novembro de 2020Informação, independência e credibilidade
Brasil

PIB brasileiro cai quase 10% no segundo trimestre

A forte influência da pandemia na queda mostra também que é a maior retração desde 1996

Países que atuaram melhor na prevenção da pandemia não sofreram tanto

Números divulgados pelo IBGE mostram que os  indicadores econômicos pelo mundo entre abril e junho deste ano sofreram uma retração generalizada no ritmo de atividade provocada pelo novo coronavírus, com exceção da China, que enfrentou o auge da pandemia mais cedo que outros países, e já começou a engatar uma recuperação.

Os dados publicados pelo IBGE terça-feira, 1º, revelamo o pior resultado da série na história, iniciada em 1996.

No entanto, economistas apontam um resultado “menos pior” nos países que melhor lidaram com o vírus.

Isso significa dizer que o dilema entre salvar “vidas ou a economia” se mostra falso quando as comparações sugerem que a atividade econômica reagiu melhor onde o novo coronavírus foi melhor controlado, gerando confiança em consumidores, trabalhadores e empresários.

— Os países, que controlaram melhor o vírus, estão conseguindo retornar com mais facilidade à normalidade, dando mais confiança à população, que volta a consumir e reativa a economia — avalia Emerson Marçal, professor da Escola de Economia de São Paulo (FGV EESP).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.