28 de outubro de 2020Informação, independência e credibilidade
Alagoas

Prefeito de São Miguel dos Milagres é preso armado e com dinheiro em sacolas

Bureco Ataíde, que é PM, responde por participação no assassinato de um secretário de Passo do Camaragibe

Rubens Felisberto Ataíde Júnior, o Bureco Ataíde, prefeito de São Miguel dos Milagres, foi preso pela Policia Rodoviária Federal (PRF) na noite desta terça (19), em um trecho da BR-101, em Jaboatão dos Guararapes, no Recife, em Pernambuco.

Segundo o portal Cada Minuto, ele estava com outras três pessoas em um veículo, que também foram presas. Com o grupo, os agentes encontram R$ 31.690 em dinheiro dentro de sacolas plásticas e mais de 50 cheques, com valores entre R$ 2 mil a R$ 75 mil.

Além da quantia em dinheiro, havia três pistolas municiadas – duas não possuíam registro e uma estava no nome de outra pessoa. O grupo disse estar em Recife para comprar peças de caminhão e que as armas eram para proteção pessoal.

Todos foram detidos e levados, junto com o material apreendido, para à Delegacia de Plantão da Polícia Civil de Prazeres, em Jaboatão dos Guararapes.

Abordagem

De acordo com a PRF, os agentes realizavam uma fiscalização na altura do KM 78 da rodovia, e fizeram a abordagem do veículo.

Além de Bureco Ataíde, três homens que estavam com ele também foram presos: Elysson Lira de Barros, 41 anos; Ely Marcos dos Santos Júnior, 28 anos; e Raimundo Edson Silva Medeiros, 48 anos.

Um dos passageiros responde a um processo por homicídio e seria exatamente Bureco Ataíde. O prefeito é policial militar e responde por participação no assassinato do Secretário de Passo do Camaragibe, Márcio Bonfim Alves.

Outro dos integrantes, Raimundo Medeiros, conhecido como Sargento Medeiros, já foi preso acusado de liderar uma quadrilha de roubo de carros e extorsão em Maceió. Além disso, ele é acusado de mais de 30 homicídios.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.