17 de julho de 2024Informação, independência e credibilidade
Maceió

Prefeitura de Maceió contempla mulheres vítimas de violência com unidades habitacionais

Apartamentos sorteados estão localizados nos residenciais Mário Peixoto 1 e 2, no Santos Dumont

Prefeitura de Maceió contempla mulheres vítimas de violência com unidades habitacionais
Chaves dos apartamentos e assinatura do Contrato começam nesta terça (24) Foto: Arquivo/Secom Maceió
Chance de recomeço. Essa é a garantia oferecida pela Prefeitura de Maceió a 16 mulheres vítimas de violência doméstica que foram contempladas com um apartamento no último sorteio habitacional ocorrido no dia 19 de outubro. Em 2021, um decreto municipal assinado pelo prefeito JHC aprovou a reserva de 5% das habitações para mulheres vítimas de violência doméstica.

As unidades habitacionais sorteadas estão localizadas nos residenciais Mário Peixoto 1 e 2, localizados no bairro Santos Dumont. Confira aqui o cronograma de entrega das chaves e assinatura dos contratos com a Caixa Econômica Federal.

“Estou muito feliz em saber que eu e meu filho teremos um cantinho para morar”, afirma Lidiane Silva, uma das contempladas pelo sorteio. Ela foi vítima de violência doméstica e diz se sentir aliviada por ter uma residência longe de seu agressor.

Lidiane foi uma das contempladas pelo sorteio para receber um apartamento através do programa habitacional. Foto: Cortesia
Lidiane foi uma das contempladas pelo sorteio para receber um apartamento através do programa habitacional. Foto: Cortesia

A Secretaria Municipal da Mulher, Pessoas com Deficiência, Idosos e Cidadania (Semuc) realizou as inscrições das mulheres que estavam em vulnerabilidade social e dentro das hipóteses mencionadas pela Lei Federal N° 11.340 (Lei Maria da Penha), entre elas possuir medida protetiva, ação penal ou inquérito policial.

“Políticas públicas como essa promovidas pela Prefeitura de Maceió são essenciais para o combate à violência doméstica. Garantir um lugar seguro para essas mulheres é impulsioná-las para uma vida de autonomia e segurança”, afirma a secretária da Semuc, Ana Paula Mendes.