18 de maio de 2022Informação, independência e credibilidade
Maceió

Prefeitura de Maceió tem Corujão da Vacina nos quatro pontos fixos até às 21h

Pontos de vacinação do Maceió Shopping, Papódromo, Terminal do Osman Loureiro e Praça Padre Cícero ficam abertos até as 21h para reforçar vacinação de crianças de 5 a 11 anoss

Prefeitura de Maceió tem Corujão da Vacina nos quatro pontos fixos
Foto: Bruno Wesley
A Prefeitura de Maceió estará com o Corujão da Vacina, até às 21h, nesta quinta (3) e na sexta-feira (4), nos quatro pontos fixos de vacinação contra a Covid-19. A iniciativa pretende reforçar a vacinação, em especial a pediátrica, ampliando a imunização das crianças de 5 a 11 anos, cuja procura ainda segue abaixo do esperado.

Os pontos do Maceió Shopping (Mangabeiras), Papódromo (Vergel do Lago), Terminal do Osman Loureiro (Clima Bom) e Praca Padre Cícero (Benedito Bentes) funcionarão com horário estendido nesses dois dias.

Maceió iniciou a imunização pediátrica no último dia 17 de janeiro e, até o momento, vacinou 14.429 crianças, o que representa 14,79% do público elegível para a faixa etária dos 5 aos 11 anos.

A baixa procura pela vacinação infantil preocupa especialistas e autoridades de saúde por serem os pequenos a população mais exposta, nesse momento, à infecção por coronavirus.

Foto: Bruno Wesley
Foto: Bruno Wesley

O médico infectologista Renee Oliveira alerta que a circulação da variante Ômicron aumenta os riscos de transmissão da Covid-19 também entre as crianças.

“A transmisssibilidade da variante Ômicron é muito mais alta que as anteriores. Consequentemente, mais crianças vão adoecer e necessitar de internação, como já está ocorrendo nas UTIs, devido aos grandes índices de contágio. As vacinas pediátricas são seguras e amplamente testadas para levar proteção às nossas crianças”. Renee Oliveira.

O coordenador do Gabinete de Gestão Integrada de Enfrentamento à Covid, Claydson Moura, reforça o chamado da população de Maceió para a vacinação das crianças.

“As vacinas desenvolvidas para as crianças são seguras. São dezenas de milhares de doses aplicadas no Brasil e não há registro de adversidades. Pelo contrário, a vacina salva vidas, é feita para isso. A gente tem que confiar na Ciência para a proteção de todos”. Claydson Moura.

Ele apela à população a buscar os canais de informação confiáveis, evitando a disseminação de notícias falsas. “Estamos lidando com a pandemia, que é seríssima, e que matou milhares de brasileiros. Não podemos permitir que se espalhem notícias falsas, temos que espalhar amor, empatia e informação”, afirma.

Documentação necessária

Para vacinar as crianças de 5 a 11 anos, é necessário que as crianças estejam acompanhadas dos pais ou de adulto responsável. Os pais devem apresentar o próprio documento de identificação com foto, CPF e documentação da criança, que deve ser RG ou certidão de nascimento e caderneta de vacinação, CPF ou cartão SUS.

Caso os pais não estejam presentes, é necessário o preenchimento do TERMO DE ASSENTIMENTO PARA ADMINISTRAÇÃO DA VACINA COMINARTY-PFIZER PEDIÁTRICA, além da cópia do documento de identificação do pai ou mãe, o qual ficará retido no ato da vacinação. Por fim, a caderneta de vacinação da criança e o CPF ou Cartão SUS.

Termo de assentimento para o público infantil de 5 a 11 anos

Caso a criança não tenha CPF ou Cartão do SUS será necessário apresentação da certidão de nascimento. Para as crianças com comorbidades, também será necessário apresentar a prescrição médica, que ficará retida no local da vacinação.

Salvo as crianças com comorbidades, a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) não exigirá prescrição médica nem cadastro prévio para a vacinação de crianças que deverão estar obrigatoriamente acompanhadas pelos pais ou responsáveis e, na ausência destes, por adulto com declaração de autorização assinada pelos pais.

Confira mais informações

Descrição de comorbidades incluídas como prioritárias

Pessoas com deficiência – Plano de Vacinação