26 de janeiro de 2022Informação, independência e credibilidade
Expresso

Prefeitura de Maceió vai distribuir água em caminhões pipa e Procon multará BRK e Casal, diz JHC

Não é a primeira vez que prefeito critica saneamento, já reagindo de forma negativa ao modelo de concessão e reajuste conta de água

Crítico da BRK Ambiental e do regime concessão da Companhia de Saneamento de Alagoas (Casal) que “usurpou R$ 2 bilhões” dos municípios, o prefeito JHC afirmou que a Prefeitura de Maceió vai distribuir água em caminhões pipa para os bairros afetados pelo desabastecimento na parte alta da capital.

Ele também criticou o aumento da cobrança pelo serviço e afirmou que o Procon vai multar BRK e Casal pelos dias de desabastecimento na região.

Não é a primeira vez que JHC age contra a BRK, Casal e o governo do Estado. Além de criticar o modelo de concessão, ele abertamente criticou o reajuste de mais de 8% na conta de água. Chegou a ser chamado de demagogo pelo secretário titular da Secretaria da Fazenda de Alagoas (Sefaz), George Santoro.

Quanto ao modelo de concessão, JHC chegou a comemorar decisão do STF que fatiaria os R$ 2 bilhões do orçamento, garantindo controle de metade deste valor aos municípios da grande Maceió.

Falta d’água

Por causa do rompimento de uma adutora, a Aviação, moradores têm enfrentado dificuldades com a falta de água nas torneiras ou com o fornecimento reduzido.

O Eustáquio Gomes é um dos locais atingidos e muitos moradores só conseguem encher baldes e garrafas em torneiras de um posto da Companhia de Saneamento de Alagoas (Casal). Em algumas das regiões, falta água há mais de um mês.