21 de janeiro de 2021Informação, independência e credibilidade
Política

Prefeitura de Maceió vai identificar cor e raça em casos suspeitos e confirmados de covid-19

Preenchimento de tais campos nos informativos oficiais é determinada pela Portaria nº 344, do Ministério da Saúde

Seguindo a Recomendação nº 01/2020 , do Ministério Público do Estado de Alagoas (MPE/AL), assinada pelas 61ª e 26ª Promotorias de Justiça da Capiral, a Prefeitura de Maceió inseriu em seu boletim informativo sobre a COVID-19, a identificação de raça/cor, incrementando os dados refrentes aos casos confirmados da doença e dos óbitos.

Segundo a Secretaria Municipal de Saúde, com a capacitação desse campo, até o dia 11 de maio de 2020, a situação dos óbitos confirmados para COVID-19, segundo raça /cor era a seguinte: 84.71% da vítimas a cor está sob análise, 1.18% são de cor branca, mesmo percentual para a cor preta, e 12.94% de cor parda.

No mesmo boletim, o de nº 52 os dados afirmam que em 55.56% dos casos cor/raça ainda estão sendo analisadas, 29.1% de pessoas infectadas são de cor parda, 8.99% de cor branca, mais 4.76% de cor preta, e 1.59% amarela.

Para os promotores de Justiça, Antônio Sodré e Louise Teixeira, o preenchimento de tais campos nos informativos oficiais dos referidos órgãos públicos é de extrema importância porque, ressaltando que seguem, dessa forma, o que determina a Portaria nº 344, do Ministério da Saúde.

Os boletins da Prefeitura de Maceió são divulgados diariamente e aprovados pela Diretoria de Vigilância em Saúde , Coordenação Geral de Epidemiologia e também Gerência de Vigilânciadas Doenças e Agravos Transmissíveis e Não Transmissíveis.