18 de maio de 2022Informação, independência e credibilidade
Maceió

Prefeitura implanta Guarda Salve Mulher vítimas de violência

Prefeito JHC destaca o papel da Casa da Mulher criada na sua gestão

Prefeito JHC no ato de instalação das medidas protetivas para a mulher

Garantir medidas protetivas de urgência para mulheres vítimas de violência doméstica. Foi para isso que o prefeito de Maceió, JHC, implantou nesta terça-feira (8), a Guarda Salve Mulher, que vai garantir que a Guarda Municipal atue na Casa da Mulher Alagoana no período de 24h e vai permitir o acolhimento das vítimas de violência.

O prefeito de Maceió falou da felicidade de entregar mais este feito para as mulheres maceioenses no Dia Internacional da Mulher.

“A Casa da Mulher funciona na capital e desde o início da nossa gestão compreendemos que esse projeto é fundamental para avançar na violência doméstica. A Prefeitura viabilizou todos os serviços na Casa da Mulher. E agora, com a Guarda Municipal totalmente equipada, vai garantir medidas protetivas para essas vítimas. Estamos muito felizes, por no Dia Internacional da Mulher, lançar esse programa que vai ajudar a combater a violência doméstica”, pontuou JHC.

A Guarda Municipal irá auxiliar na fiscalização de medidas protetivas de urgência, no acompanhamento de atendimentos de denúncias efetuadas através do Disque 180, no acompanhamento das vítimas de violência doméstica.

O presidente do Tribunal de Justiça, Kléver Loureiro, falou da parceria entre a instituição e a Prefeitura de Maceió para garantir o combate à violência doméstica através da Casa da Mulher Alagoana.

“O Tribunal de Justiça de Alagoas tem feito uma parceria com diversas instituições, entre elas, a Prefeitura de Maceió, para que nós possamos tentar amenizar o sofrimento das mulheres, em especial as carentes, que muitas vezes se submetem a permanecer com o companheiro simplesmente por não ter para onde ir. Esse com certeza é um marco a se comemorar”, frisou.

Serão disponibilizados um total de 20 servidores, entre homens e mulheres, no espaço 24 horas por dia permitindo o acolhimento das vítimas no horário da noite, de madrugada e aos fins de semana, ampliando a rede de proteção.

Suporte para mulheres – A novidade foi assegurada mediante esforço conjunto do Gabinete de Políticas Públicas para as Mulheres da Prefeitura de Maceió e da Secretaria Municipal de Segurança Comunitária e Convívio Social (Semscs), fortalecendo o amparo às vítimas de violência doméstica na capital.

A coordenadora do Gabinete de Políticas Públicas para Mulheres, Ana Paula Mendes, destacou que nenhuma casa da mulher do Brasil conta com serviços assistenciais da Prefeitura, e somente Maceió disponibiliza estas ações de proteção.

“Estou aqui para agradecer a todas vocês, a maioria das mulheres que estão aqui já foram ou estão sendo amparadas pela Prefeitura de Maceió. Isso fará com que a Casa receba mulheres 24h por dia. Aqui dentro da Casa da Mulher prestamos serviços de assistência social para que a mulher fique peregrinando, ela vem e já vai receber todo o atendimento necessário. Essa é uma grande vitória, porque essa é a única casa que abriga mulheres do Brasil e que tem serviços assistenciais da Prefeitura”, destacou.

O secretário municipal de Segurança e Convívio Social, Thiago Prado, explicou que os servidores que vão atuar na Casa da Mulher foram totalmente capacitados para exercer esta função.

“No dia que comemoramos o empoderamento feminino, o Dia Internacional da Mulher, estamos celebrando a implantação da Guarda Municipal na Casa da Mulher. Isso servirá para fortalecer a rede de proteção que passa a ser também um trabalho externo. A guarda teve seus servidores capacitados e está pronta para amparar essas mulheres vítimas de violência”, afirmou o secretário.

Érika Lima, é coordenadora da Casa da Mulher, e agradeceu o apoio da Prefeitura em viabilizar ações no combate à violência.

“O Projeto Salve Mulher é mais uma parceria fundamental com a Prefeitura que deu todo o apoio para o funcionamento da Casa da Mulher. A partir de hoje poderemos receber mulheres no final de semana e ela já vai poder sair da violência e ficar protegida pela guarda”, contou.

(Texto Sthefane Ferreira e Niviane Rodrigues / Secom Maceió)