29 de maio de 2022Informação, independência e credibilidade
Justiça

Procuradora Marluce Caldas é a primeira mulher a participar de uma sessão da Câmara Criminal do TJAL

Próxima sessão da Câmara Criminal do Tribunal de Justiça ocorrerá na próxima semana

Pela primeira vez na história do Ministério Público do Estado de Alagoas (MPAL) uma mulher teve atuação na Câmara Criminal do Tribunal de Justiça de Alagoas.

Nesta quarta-feira (26), a procuradora de Justiça Marluce Caldas fez sua participação naquele colegiado, exercendo suas atribuições em 72 processos em grau de recurso que estavam em pauta.

Durante a sessão, os desembargadores presentes deram as boas-vindas à procuradora de Justiça, que agradeceu a acolhida e reforçou seu compromisso na promoção da Justiça durante os julgamentos da Câmara Criminal.

“Avalio que estamos fazendo história no dia de hoje porque, pela primeira vez, nesta câmara Criminal, uma mulher representa o Ministério Público. Sinto-me feliz e honrada por ser esta mulher e por poder falar em nome da minha instituição durante o julgamento das ações penais que buscam a responsabilização daqueles que afrontaram a lei. Aproveito a oportunidade também para dizer que é uma grande responsabilidade substituir, a partir de agora, o procurador Antônio Arecippo, nobre colega de Ministério Público, e que cumprirei essa missão com muita responsabilidade e dedicação”. Marluce Caldas.

O presidente da Câmara Criminal, desembargador José Carlos Malta Marques, destacou as qualidades da procuradora de Justiça. “Quando assisti a sua posse e vi aquele discurso emocionado, tive ainda mais certeza de que teríamos aqui, neste colegiado, uma grande representante do Ministério Público, uma procuradora atuante e correta naquilo que faz. Seja muito bem-vinda”, disse ele.

“Vossa excelência engradece o MP de Alagoas e estou seguro que dará grandes contribuições a esta Câmara Criminal. Como temos origens familiares semelhantes na área cartorial, já crescemos com esse sentimento de justiça aflorado e, também por isso, a gente sabe que honrarás essa missão”. Washington Luiz Damasceno Freitas.

E o reconhecimento seguiu com o desembargador João Luiz Azevedo Lessa. “Trabalhamos juntos por muito tempo e eu sou prova do quanto Marluce Caldas é comprometida e séria no desempenho das atribuições a ela conferidas. Conheço de perto a sua inteligência e ela muito contribuirá com as nossas discussões jurídicas”, disse ele.

A próxima sessão da Câmara Criminal do Tribunal de Justiça ocorrerá na próxima semana.