29 de maio de 2022Informação, independência e credibilidade
Alagoas

Programa Ame-se contempla mais uma alagoana com cirurgia de reconstrução mamária

Programa atende mulheres, acima de 18 anos, que estão na fila de espera para terem o seio reconstruído e já concluíram o tratamento do câncer

Kelly Cristina da Silva Freitas realizou a cirurgia de reconstrução mamária no Hospital Metropolitano. Foto: Olival Santos

O Programa Ame-se, criado em 2020 pela Secretaria do Estado da Saúde (Sesau), contemplou mais uma alagoana nesta segunda-feira (18). A paciente Kelly Cristina da Silva Freitas, de 54 anos, passou pelo procedimento de reconstrução da mama direita no Hospital Metropolitano de Alagoas (HMA), localizado no bairro Cidade Universitária, em Maceió.

O programa, que tem o objetivo de zerar a fila de espera pela cirurgia em todo o Estado, atende mulheres, acima de 18 anos, que estão na fila de espera para terem o seio reconstruído e já concluíram o tratamento do câncer.

O cirurgião plástico Pedro Gomes, responsável pelo procedimento, explicou que a paciente já havia realizado a mastectomia do seio esquerdo, após ter vencido o câncer de mama bilateral, que retirou as duas mamas.

“A cirurgia ocorreu bem e começamos o procedimento para a implantação da prótese da mama direita. Há quatro meses, realizamos o mesmo procedimento no seio esquerdo e hoje estamos dando continuidade”.

A cirurgia de reconstrução mamária tem o objetivo de remodelar ou reconstruir as mamas, após a mastectomia, que remove toda a mama, incluindo mamilo e aréola. O procedimento também é realizado após a lumpectomia, que remove apenas o pedaço onde está localizado o tumor.

Para ser incluída no programa, a paciente deve procurar uma Unidade Básica de Saúde (UBS) e pedir para ser encaminhada, por meio do Sistema de Regulação (SISREG) do Estado.

As pacientes atendidas pelo Programa Ame-se passam por consulta com um mastologista, têm o acompanhamento de um nutricionista e também de um psicólogo. Após isso, elas passam pela avaliação dos cirurgiões plásticos, que avaliam o tipo de cirurgia mais adequada para cada paciente.