20 de outubro de 2021Informação, independência e credibilidade
Brasil

Renan: Bolsonaro será indiciado por 11 crimes no relatório da CPI da Covid

Além do presidente, o ex-ministro Pazuello, o coronel Elcio Franco, a Prevent Senior e filhos de Bolsonaro devem ser indiciados

Renan apresenta relatório da CPI dia 19 de outubro

O relatório da CPI da Covid-19 já está praticamente pronto, segundo revelou o senador Renan Calheiros (MDB-AL), o relator.

De acordo com ele, o texto final sairá com três personagens principais: o presidente Jair Bolsonaro, o ex-ministro da Saúde, general Eduardo Pazuello, e o coronel Élcio Franco, braço direito do ministro.

No caso de Bolsonaro ele será responsabilizado diretamente por 11 crimes praticados ao longo da pandemia, conforme declarou o senador ao Jornal de Brasília.

Renan trata Bolsonaro no relatório como o “mercador da morte”. Disse ele que está clara e comprovada a sua participação em crimes e que por isso não há dúvidas de que será responsabilizado.

O relatório deverá ser apresentado oficial no dia 19 de outubro. Mas, Renan também cogita o indiciamento de filhos de Bolsonaro por suas ações com a negociação de vacinas contra a Covid-19, pela ligação com o caso Prevent Senior e com o gabinete paralelo.

Além das tipificações que vêm sendo mencionadas para enquadrar os responsáveis –como prevaricação, crime contra a vida, charlatanismo e crimes de responsabilidade–, o relator afirma trabalhar com a hipótese de incluir nas sugestões de indiciamentos homicídio comissivo, quando é cometido por omissão.