15 de agosto de 2022Informação, independência e credibilidade
Alagoas

Renan Calheiros acusa vazamento de operação da PF contra prefeito de Rio Largo

Segundo denúncia, o prefeito está sendo investigado na Federal por desvio de mais de R$ 10 milhões do Orçamento Secreto

renan acusa vazamento de operação da PF contra prefeito aliado de Arthur Lira

Durante entrevista ao portal UOL, o senador Renan Calheiros (MDB) denunciou e lamentou que uma operação da PF contra o presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP), e seu aliado, o prefeito de Rio Largo, Gilberto Gonçalves (PP), tenha sido vazada.

Disse ele que o vazamento deu tempo para que os dois conseguissem um habeas corpus no Tribunal Regional Federal, permitindo livrar-se dos resultados negativos das diligências policiais.

De acordo com a denúncia publicada pela Agência Pública, o prefeito Gilberto Gonçalves é apontado em esquema de desvio de recursos para a saúde e educação em Rio Largo. A informação surgiu com base em um inquérito da Polícia Federal.

Segundo a agência, a PF apurou o desvio de R$ 10,6 milhões em repasses feitos pela prefeitura de Rio Largo às empresas Litoral e Reauto. O dinheiro teria sido sacado por funcionários das firmas na boca do caixa, entre janeiro de 2019 e fevereiro de 2022”.

Somente em 2021, o município recebeu mais de R$ 15 milhões em emendas do orçamento secreto, volume de verbas que está sob gestão de Lira e que, segundo denúncias, são usadas para obter apoio e aliados para o presidente Jair Bolsonaro (PL).

“Ao todo, foram 233 saques de valores superiores a R$ 10 mil, sendo que 185 foram de R$ 49 mil. Para a PF, os saques são uma tentativa de ‘driblar’ a regra do Banco Central que prevê que todos os saques acima de R$50 mil são comunicados automaticamente ao Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf). A Litoral é uma empresa do ramo de construção. A Reauto, de peças automotivas”, diz outro trecho da reportagem.