9 de março de 2021Informação, independência e credibilidade
Blog

Renan Calheiros diz que MDB virou “um bando com fim melancólico”

Nas redes sociais, senador condenou a traição dos colegas a Simone Tebet, candidata a presidência do Senado

Renan condena traição dos senadores a candidata Simone Tebet

O senador Renan Calheiros(MDB-AL) disse nesta sexta-feira, 29, via redes sociais, que o seu partido virou um “bando”.

A declaração foi feita após a candidata da legenda a presidência do Senado, Simonte Tebet, ter sido abandonada pela maioria dos colegas.

Viramos um bando. Deixamos de ser partido.”

Disse Renan quando a maioria da bancada decidiu apoiar o candidato Rodrigo Pacheco (DEM-MG), que é o nome indicado pelo presidente da República, Jair Bolsonaro.

A traição dos senadores  se deu em troca dos cargos oferecidos pelo Presidente da República para garantir a eleição de Pacheco, cumprindo assim o ritual do fisiologismo escancarado.

Segundo Calheiros, a bancada passou a mendigar “carguinhos como favor” se rebaixando a “um fim melancólico”.

Embora colegas de partido, Renan Calheiros e Simone Tebet já foram adversários ferrenhos na disputa anterior pela presidência do Senado, quando Tebet apoiou a candidatura de Davi Alcolumbre (DEM-RR).

E assim segue o mangue na política nacional.