29 de novembro de 2021Informação, independência e credibilidade
Blog

Renan: PEC dos precatórios é atentado contra o presente e futuro do País

Governo vai usar a força dos R$ 16 bilhões do orçamento secreto para aprovar a PEC, que coloca em xeque o dinheiro dos professores

Renan Calheiros condena a PEC dos precatórios em tramitação na Câmara

A Câmara dos Deputados deve votar nesta quarta-feira, 3 de novembro, a PEC dos precatórios, em meio a uma grande expectativa dos professores que poderão ficar sem o dinheiro a que têm direito em 2022 e com 40% a menos em 2023.

A PEC sofre intensa campanha de reação de parlamentares de oposição, como senador Renan Calheiros (MDB), que tem acusado Bolsonaro de querer dar calote nos professores e demais credores, com puro objetivo eleitoreiro.

Nas redes sociais, o senador disse que o Brasil não pode dar um imenso calote em estados e municípios “para financiar a obsessão de Bolsonaro”.

Segundo ele, a obsessão é acabar com o Bolsa Família “e criar um programa fake só para chamar de seu”.

Em postagem recente, Renan Calheiros disse que a PEC dos precatórios é um atentado contra o presente e o futuro do País.

A PEC faz parte do plano do ministro da Economia, Paulo Guedes, para furar o teto de gastos públicos, que foi aprovado pelo Congresso em 2017.

O presidente da Câmara, deputado Arthur Lira (PP-AL) convocou os seus pares para a votação presencial da matéria. A pressão do governo para aprovar a PEC tem uma motivação muito especial.

Trata-se do orçamento secreto, o RP9, entregue para o comando do Centrão.

São mais de R$ 16 bilhões, a disposição dos parlamentares aliados.