27 de setembro de 2021Informação, independência e credibilidade
Mundo

Retorno do Talibã provoca fuga em massa do Afeganistão e mortes em aeroporto

Presidente Ashraf Ghani e seu vice, Amrullah Saleh, deixaram o país horas após a entrada do Taleban em Cabul

A tomada de Cabul, capital do Afeganistão, pelo grupo extremista Taleban ampliou o cenário de tensão no país. Com o tumulto, os voos do aeroporto da região ficaram suspensos por algumas horas, mas logo foram retomados.

Na tentativa de fugir do país, civis tentaram embarcar na parte externa de um avião militar, mas caíram após a decolagem. Ao menos sete pessoas morreram.

A aeronave partia de Cabul com funcionários da embaixada dos Estados Unidos. Informações divulgadas pelo Pentágono apontam que soltados norte-americanos mataram dois homens que estavam armados no aeroporto.

Ainda não há um balanço oficial de vítimas. Porém, oficiais militares dos Estados Unidos relataram à agência AP que ao menos sete pessoas morreram no local.

O governo dos Estados Unidos tomou o controle do tráfego aéreo em Cabul e afirmou que a prioridade do país é garantir a segurança do local, que se tornou sede temporária da representação diplomática do país. Por conta do conflito que deixou mortos, os EUA suspenderam os voos de evacuação.

Afeganistão

O presidente Ashraf Ghani e seu vice, Amrullah Saleh, deixaram o país horas após a entrada do Taleban em Cabul, de acordo com relatos de um funcionário de alto escalão do Ministério do Interior do governo.

O Conselho de Segurança da ONU (Organização das Nações Unidas) se reuniu hoje para tratar da situação do Afeganistão. O secretário-geral da ONU, António Guterres, pediu moderação aos talebans, mas havia adiantado, horas antes, que a situação no país estava “saindo do controle”.