24 de janeiro de 2022Informação, independência e credibilidade
Brasil

Rio de Janeiro é mais uma cidade a cancelar Carnaval de rua por causa da Covid-19

Eram previstos 620 desfiles de 506 blocos na cidade, entre fevereiro e março deste ano

O prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes (PSD-RJ), anunciou que o Carnaval de rua está cancelado em 2022. A decisão foi tomada após uma reunião com os representantes dos blocos da cidade.

Além da crise sanitária, o Sambódromo, na Marquês de Sapucaí, no Centro, passa por obras com investimento público e privado estimados em R$ 45 milhões para melhorar as condições da infraestrutura da Passarela do Samba.

Eram previstos 620 desfiles de 506 blocos na cidade, entre fevereiro e março deste ano. Os ensaios no Sambódromo seguem sem data para começar e ainda não há definição sobre como a crise sanitária deve afetar os desfiles das escolas de samba, até então confirmados.

Em todo Brasil, o destino do Carnaval ainda é incerto. Diversas capitais já cancelaram as festividades na rua, mas ainda há cidades que estudam a realização do evento.

Em Curitiba, o Carnaval de rua também foi cancelado e ocorrerá de forma virtual, pelo segundo ano consecutivo. Na capital sul-mato-grossense, Campo Grande, também já anunciou o cancelamento do Carnaval de rua.

Na capital mineira, a Prefeitura de Belo Horizonte decidiu que não vai patrocinar a festa. Sem incentivo da administração municipal, como era feito todos os anos, a expectativa é que os blocos não saiam às ruas.

Cuiabá foi outra capital que decidiu não sediar as festividades. Emanuel Pinheiro (MDB), anunciou que a cidade terá decretos proibindo a realização dos festejos devido ao surgimento da nova variante ômicron — a decisão afeta também as festas privadas do período.

Estados

Alguns Estados já anunciaram que não terão o Carnaval tradicional neste ano. Um deles é o da Bahia. O comunicado ocorreu em dezembro do ano passado, às vésperas do natal. O governador, Rui Costa (PT), creditou a decisão ao avanço da variante ômicron no mundo.

No Ceará, os editais de Carnaval foram cancelados ainda no final de novembro. O anúncio foi feito pelo governador, Camilo Santana (PT), via Twitter.