22 de maio de 2022Informação, independência e credibilidade
Justiça

STF e Turma da Mônica lançam campanha para combater fake news e desinformação

Parceria produziu uma revista em quadrinhos (impressa e digital), quatro vídeos animados e 16 tirinhas para as redes sociais

O STF (Supremo Tribunal Federal) lançou, nesta quarta-feira (16), uma parceria com a Turma da Mônica para combater notícias falsas e desinformação entre crianças e adolescentes.

A campanha produziu uma revista em quadrinhos (impressa e digital), quatro vídeos animados e 16 tirinhas para as redes sociais, com os personagens da história infantil explicando, no quadrinho, o papel do Supremo e do Poder Judiciário.

A revista, que teve 450 mil exemplares impressos (além da versão digital), fala sobre o funcionamento, as atribuições e a estrutura do Judiciário. Já os quatro vídeos tratam do papel do STF e da confiança na Justiça.

As tirinhas, que serão publicadas nas redes sociais, também abordam o funcionamento dos ramos da Justiça brasileira, da liberdade de expressão e do combate às notícias falsas.

O conteúdo foi elaborado pelos Estúdios Mauricio de Sousa com patrocínio de Ajufe (Associação dos Juízes Federais), AMB (Associação dos Magistrados Brasileiros) e Anamatra (Associação Nacional dos Magistrados da Justiça do Trabalho), sem custo aos cofres públicos.

Em parceria com a União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação (Undime), o STF distribuiu o conteúdo da campanha às secretarias municipais de ensino de todo o país para que seja trabalhado durante o ano escolar no ensino fundamental.

“A união desses esforços se faz necessária em razão do contexto em que vivemos, com posições extremadas de pessoas que, ao contrário de exercerem a liberdade de expressão e a crítica construtiva, infelizmente vêm atentando contra a credibilidade das instituições da Justiça, em especial da Suprema Corte”. Luiz Fux, presidente do STF.

O ministro destacou que “a desinformação tem sido um grande desafio para a população brasileira”, mas disse esperar que o conteúdo alcance muitas crianças. “Informação sobre direitos básicos, isso deve-se aprender desde o ensino fundamental”, disse.

Já o desenhista e escritor Mauricio de Sousa, criador da turminham afirma que o tratamento da informação verídica deve começar logo cedo.

“A formação de um cidadão consciente começa na infância. E a Turma da Mônica veio ajudar, nesse esforço do STF, para que as informações corretas sobre o nosso sistema judiciário cheguem de uma forma simples e alegre a essas crianças e suas famílias”. Maurício de Souza.

O lançamento da edição ocorreu na sede do STF, em Brasília. A primeira parceria da Corte com os Estúdios Mauricio de Sousa ocorreu em 2008 e foi novamente realizada em 2015.