27 de novembro de 2021Informação, independência e credibilidade

Tag: Moro

Defesa de Lula acusa grampo ilegal na Lava Jato e pede fim de pena a ex-presidente

Defesa de Lula acusa grampo ilegal na Lava Jato e pede fim de pena a ex-presidente

Justiça
Além de ter feito a interceptação telefônica do escritório de advocacia representante do petista, a Lava Jato produziu relatórios que detalharam ao menos 14 horas de conversas entre os defensores do ex-presidente, em uma afronta à legislação. Ao menos é o que afirma a defesa de Luiz Inácio Lula da Silva. Essa é a base da principal aposta de Lula para tentar anular no STF (Supremo Tribunal Federal) a condenação do ex-presidente no caso do tríplex de Guarujá (SP). O petista está preso desde abril de 2018, após ser condenado em segunda instância a 12 anos e um mês de prisão por corrupção e lavagem de dinheiro nesse caso. Em abril deste ano, a pena foi reduzida para 8 anos, 10 meses e 20 dias pelo STJ (Superior Tribunal de Justiça), abrindo caminho para uma progressão ao regime semia
Moro perde Coaf, mas Bolsonaro garante vitória no Senado

Moro perde Coaf, mas Bolsonaro garante vitória no Senado

Brasil
Por mais contraditório que parecesse, o governo Jair Bolsonaro precisou agir para garantir no Senado que o Coaf (Conselho de Controle de Atividades Financeiras) não ficasse no ministério da Justiça, de Sergio Moro, como havia definido a Câmara. Isso porque a revisão provocaria um efeito cascata a anularia uma outra importante medida provisória: a da redução ministerial. Mas com a atuação do líder do governo no Senado, Fernando Bezerra Coelho (MDB-PE), o presidente não sofreu mais uma derrota no Congresso e não terá que recriar sete ministérios, ampliando de 22 para 29. Outros partidos, inclusive da oposição, entraram em acordo para aprovar na Casa o texto da MP (medida provisória) 870. Ela reduz o número de pastas e organiza a estrutura básica do Executivo, sem as alterações que
Nesta terça: Ou Senado tira o Coaf de Moro, ou a reforma ministerial pode caducar

Nesta terça: Ou Senado tira o Coaf de Moro, ou a reforma ministerial pode caducar

Política
A manutenção do Coaf (Conselho de Controle de Atividades Financeiras) sob o controle do ministro da Justiça, Sergio Moro, deve ser confirmada nesta terça-feira (28). Isso porque senadores de vários partidos afirmaram ter votos suficientes para não seguir com a decisão da Câmara, que na semana passada deixou o Coaf no ministério da Economia, de Paulo Guedes. O problema é que se a retirada da alçada de Moro foi considerada uma derrota para o presidente Jair Bolsonaro (PSL) (e alimentou os protestos em seu apoio, que vociferaram contra decisões do Centrão), a reversão no Senado seria uma problema ainda maior. Isso por causa de um impasse na Câmara: a MP presidencial precisaria voltar para casa de Rodrigo Maia (DEM-RJ) e isso poderia caducar uma outra, a da redução ministerial. A
STF: Moro se diz honrado com indicação, mas lembra que ainda não há vagas

STF: Moro se diz honrado com indicação, mas lembra que ainda não há vagas

Brasil
Neste domingo (12), o presidente Jair Bolsonaro afirmou que indicará o ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, para a próxima vaga do Supremo Tribunal Federal. Pouco depois, em entrevista à Jovem Pan Curitiba, o ministro mostrou estar honrado com a possibilidade de preencher a vaga no STF. “Fico honrado com o que presidente falou, mas não tem a vaga no momento. Quando surgir, ele vai avaliar se vai manter convite, eu vou avaliar se vou aceitar, se for feito efetivamente o convite”. Sergio Moro, ministro da Justiça. Ao comentar sobre uma eventual contrapartida quando foi convidado para assumir o cargo de ministro, Moro apenas ressaltou que, em novembro, quando foi convidado a compor o Governo, disse que a ideia era juntar os dois ministérios “e ser firme em relação ao co
Chega ao fim segundo depoimento de Lula para Sergio Moro

Chega ao fim segundo depoimento de Lula para Sergio Moro

Brasil
Terminou às 16h26 desta quarta-feira (13), após duas horas e dez minutos de duração, o interrogatório do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) Foi o segundo encontro presencial entre o petista e o juiz federal Sergio Moro, que comanda os processos da Operação Lava Jato na primeira instância. A primeira audiência, em 10 de maio, levou quase cinco horas. Na audiência desta quarta, Lula respondeu pelas suspeitas de participar de um esquema de corrupção envolvendo oito contratos entre a empreiteira Odebrecht e a Petrobras. Ainda não se sabe o conteúdo do depoimento, que só será divulgado quando a Justiça Federal publicar o termo de audiência, uma ata com os presentes no local e determinações de Moro. O juiz manteve o segundo interrogatório do dia, de Branislav Kontic, ex
Ex-presidente Lula depõe novamente a juiz Sergio Moro hoje em Curitiba

Ex-presidente Lula depõe novamente a juiz Sergio Moro hoje em Curitiba

Brasil, Política
O ex-presidente Lula e o juiz Sergio Moro se encontrarão novamente nesta quarta-feira (13), às 14h, em Curitiba, quatro meses após ser interrogado pelo juiz na ação penal que ficou conhecida como a do 'tríplex no Guarujá (SP)' e na qual foi condenado a 9 anos e meio de prisão em julho. Desta vez, o petista será interrogado no processo em que é réu por suspeita de envolvimento em um esquema de corrupção envolvendo oito contratos, firmados de 2004 a 2012, entre a empreiteira Odebrecht e a Petrobras. Sobre ele recaem acusações de nove crimes de corrupção passiva e 94 de lavagem de ativos. A defesa do petista nega as incriminações. Segundo denúncia oferecida pelo Ministério Público Federal, o ex-presidente teria recebido a promessa de um terreno para a instalação do Instituto Lula. A