27 de janeiro de 2022Informação, independência e credibilidade

Tag: PL

Para Bolsonaro, Valdemar Costa Neto agora é o mais honesto do mundo

Para Bolsonaro, Valdemar Costa Neto agora é o mais honesto do mundo

Blog, Marcelo Firmino
Há, desde longo tempo, uma máxima dos mais antigos, conservadores e afins, nos seguintes termos: -Diz-me com quem andas e te direis quem és. O dito popular cai muito bem na decisão do presidente Jair Bolsonaro se filiar ao PL, partido do Centrão, controlado até o último centavo, por Waldemar Costa Neto, um homem famoso no baixo clero da política brasileira. Muito mais pelas falcatruas que realiza do que pela nobreza de caráter. Eles, Waldemar e Bolsonaro, agora se juntam na mesma legenda, apesar de o presidente ter dito, em 2018, que Waldemar era "um corrupto condenado". Verdade. Waldemar foi condenado na justiça como corrupto. Teve decretada sentença de prisão de 7 anos e 10 meses. Mas, agora, pelo andar da carruagem, Costa Neto salta - aos olhos de Bolsonaro - de corr
Collor apresenta PL que suspende por seis meses prestações de imóveis na Caixa

Collor apresenta PL que suspende por seis meses prestações de imóveis na Caixa

Brasil
O senador por alagoas, Fernando Collor, apresentou um Projeto de Lei que suspende, por mais 90 dias após o decreto de emergência, o pagamento das parcelas do financiamento imobiliário da Caixa Econômica Federal. O distanciamento social, fundamental para conter o avanço da Covid-19 e reduzir óbitos, afeta o funcionamento de empresas e compromete a renda familiar. A proposta beneficia pessoas físicas ou jurídicas, mesmo sem comprovação de efetivo comprometimento da renda ou do faturamento. pic.twitter.com/VSilWSkeGP — Fernando Collor (@Collor) April 15, 2020 Ainda de acordo com seu texto, a suspensão por seis meses proibiria também a cobrança de juros e outras taxas enquanto durar o período de pandemia. "A proposta beneficia pessoas físicas ou jurídicas, mesmo sem comprovação d
Projeto que obriga agressor a ressarcir SUS é aprovado em Brasília

Projeto que obriga agressor a ressarcir SUS é aprovado em Brasília

Brasil
O projeto de lei que responsabiliza o agressor de violência doméstica ressarcir o Sistema Único de Saúde (SUS) pelos custos médicos e hospitalares de atendimento à vítima foi aprovado no fim da noite dessa terça-feira (20) pelo plenário da Câmara dos Deputados. O texto havia sido aprovado pela Câmara, mas sofreu alterações durante a votação no Senado. Por isso, teve que voltar para nova apreciação dos deputados, que rejeitaram as mudanças feitas pelos senadores. A matéria segue agora para sanção presidencial. Umas das emendas rejeitadas previa que o ressarcimento ao SUS só ocorreria após o processo trânsitar em julgado na instância criminal. A relatora, deputada Rose Modesto (PSDB-MS), entendeu que isso causaria uma demora grande entre o fato e o ressarcimento. Nos casos como