27 de novembro de 2021Informação, independência e credibilidade

Tag: Polícia Civil

Operação Ruína desarticula duas organizações criminosas em Alagoas

Operação Ruína desarticula duas organizações criminosas em Alagoas

Policia
A Secretaria de Segurança Pública de Alagoas, em parceria com as Polícias Civil e Militar, deflagrou, nesta terça-feira (03), uma operação para desarticular duas organizações criminosas distintas atuantes no tráfico de drogas em Alagoas. A operação, denominada ‘Ruína’, é fruto de seis meses de trabalho conjunto entre o Batalhão de Radiopatrulha (BPRp), a Delegacia de Narcóticos (Denarc) e a Secretaria da Segurança Pública de Alagoas (SSP/AL). Durante as investigações, ficou constatada a atuação das organizações em Rio Largo, Maceió e no interior de São Paulo. Ao todo, foram cumpridos 18 mandados de prisão, busca e apreensão, sendo cinco deles cumpridos em São Paulo. Os mandados foram expedidos pela 17ª Vara Criminal da Capital. As prisões em Alagoas ocorreram no bairro do Canaã, em M
Reunião no TJ discute paralisação de agentes e escrivães da Polícia Civil

Reunião no TJ discute paralisação de agentes e escrivães da Polícia Civil

Alagoas
O presidente do Tribunal de Justiça de Alagoas (TJAL), Tutmés Airan, se dispôs a intermediar uma negociação entre Governo e Sindicato dos Policiais Civis (Sindpol/AL) para evitar que a categoria entre em greve por tempo indeterminado. Nesta segunda (20), agentes e escrivães iniciaram paralisação de 72 horas. Eles pleiteiam reajuste salarial. “Me coloquei à disposição para ajudar a construir essa ponte. Acho que é um dever do Poder Judiciário. Vou procurar os caminhos governamentais para ver se é possível a composição desse conflito. Estamos aqui para ajudar”. Tutmés Airan,  presidente do TJ/AL. De acordo com o presidente do Sindpol/AL, Ricardo Nazário, o piso salarial dos agentes e escrivães, no valor de R$ 3.800, é um dos mais baixos do Brasil. “Hoje, um soldado da Polícia
Policiais civis de Alagoas iniciam paralisação de 72 horas

Policiais civis de Alagoas iniciam paralisação de 72 horas

Alagoas
Teve início nesta segunda-feira (20), em Alagoas, a paralisação das atividades dos policiais civis por 72 horas. Agentes e escrivães cobram, do governo Renan Filho (MDB), o aumento do piso salarial da categoria. De acordo com o Sindicato dos Policiais Civis de Alagoas (Sindpol/AL), agentes e escrivães da polícia civil são as que recebem o pior piso salarial da Segurança Pública. “O governo do Estado nega e esconde a existência dos agentes e escrivães, da importância do trabalho desses profissionais dentro da estrutura da Segurança Pública. A categoria também acumula perdas salariais de 16%, além da inflação deste ano. O descaso do governo com os agentes e escrivães culminou em revolta da categoria, resultando na decisão da paralisação de 72 horas". Ricardo Nazário, presidente do Si
Polícia prende um dos foragidos após sequestro de funcionária da Equatorial

Polícia prende um dos foragidos após sequestro de funcionária da Equatorial

Policia
A Polícia Civil conseguiu localizar, na noite dessa quarta-feira (25), José Mirosmar Duarte dos Santos, que estava foragido, após o sequestro de Adriana Rogério da Rocha, de 44 anos, na segunda-feira (23), no estacionamento de um supermercado no bairro da Gruta, em Maceió. Durante coletiva de imprensa, na manhã dessa quarta-feira (25), a Secretaria de Segurança Pública (SSP) detalhou a ação integrada que resultou no resgate de Adriana. A funcionária da Equatorial Energia estava desaparecida desde a tarde de segunda-feira (23). A mulher foi vítima de um sequestro e foi resgatada pela Delegacia de Especial de Investigação e Captura (Deic). De acordo com a polícia, Adriana não se feriu, mas após o resgate foi encaminhada a uma unidade de saúde para receber atendimento médico.
Operação Tarimba: Acusados de executar integrantes de facções rivais são presos em Maceió

Operação Tarimba: Acusados de executar integrantes de facções rivais são presos em Maceió

Policia
Na manhã desta quarta-feira (14), 10 pessoas foram presas, suspeitas de integrar uma facção criminosa responsável por crimes de homicídio e tráfico de drogas no bairro da Levada, em Maceió. Este foi o resultado da operação integrada entre as polícias Civil e Militar, chamada de Tarimba, em referência a forma de agir do grupo: eles executavam integrantes da facção rival e presos agiam com crueldade torturando e esquartejando as vítimas. “Os crimes bárbaros aconteciam com requintes de crueldade. As vítimas eram torturadas, esquartejadas e jogadas na lagoa ou nos lixões do entorno do Mercado da Produção. A qualquer sinal de rivalidade ou de alguém estranho circulando na região estes eram capturados e mortos pela guerra entre faccionados”. Fábio Costa, delegado. Após cumprimento do ma
Polícia Civil aumenta índice de crimes elucidados em Maceió

Polícia Civil aumenta índice de crimes elucidados em Maceió

Maceió
Dados da Delegacia de Homicídios e Proteção a Pessoas da Capital (DHPP) mostram que a Polícia Civil de Alagoas esclareceu 75% dos assassinatos ocorridos em Maceió de janeiro a abril deste ano. O levantamento foi apresentado nesta terça-feira (21) pelo coordenador da DHPP, Eduardo Mero, ao Conselho Superior da Polícia Civil (Consupoc). No primeiro quadrimestre de 2018, segundo o levantamento, o índice de esclarecimento de homicídios foi de 71,4%. Portanto, este ano houve um aumento de 4,6% na elucidação desses crimes este ano. O delegado Eduardo Mero informou que, dos 142 homicídios acontecidos nos quatro primeiros meses deste ano, 121 tiveram os inquéritos policiais concluídos. Destes, 91 tiveram os nomes dos autores indicados à Justiça e outros 30 foram concluídos sem autoria.
Polícia apreende 60 kg de maconha e prende dois suspeitos

Polícia apreende 60 kg de maconha e prende dois suspeitos

Policia
Uma operação da Polícia Civil em Maceió, nesta terça-feira (14), na Cidade Universitária, terminou com a prisão de duas pessoas e a apreensão de 60 kg de maconha, que estava com eles. Foram 15 dias de investigação contra os suspeitos de 20 e 21 anos, segundo o delegado Fábio Costa. Policiais do Tático Integrado (Tigre) da Divisão Especial de Investigação e Capturas (Deic) realizaram as prisões dos suspeitos de comandar o tráfico na região. Além dos 60 kg de maconha em tabletes, foram apreendidos ainda R$ 964 e três balanças de precisão. A dupla foi encaminhada para a sede da Deic e estão à disposição da Justiça.
Policia Civil prende acusados de homicídio, assaltos e estupros

Policia Civil prende acusados de homicídio, assaltos e estupros

Policia
Na manhã desta terça (14), uma operação da Polícia Civil foi deflagrada e realizou, pelo menos, a prisão de nove pessoas acusadas nos crimes de homicídio, assaltos e estupros em Maceió e nas cidades de Paripueira, Barra de Santo Antônio, Pilar e Santa Luzia do Norte. As investigações foram realizadas por delegacias distritais e especializadas da Capital e Região Metropolitana e os mandados de prisão expedidos pela Justiça, em uma ação coordenada pela delegada Ana Luíza Nogueira, gerente de Polícia Judiciária da Região, que conta com a participação de mais de 80 policiais civis e militares para o cumprimento dos mandados. Todos os presos estão sendo encaminhados para o Complexo de Delegacias Especializadas (Code), no bairro de Mangabeiras, para a confecção dos procedimentos cabíveis.