24 de maio de 2022Informação, independência e credibilidade

Tag: Weintraub

Ao lado de Bolsonaro, Weintraub anuncia saída do Ministério da Educação

Ao lado de Bolsonaro, Weintraub anuncia saída do Ministério da Educação

Política
O ministro da Educação, Abraham Weintraub, anunciou nesta quinta-feira (18) que deixará o cargo. Ele confirmou a saída em um vídeo ao lado do presidente Jair Bolsonaro. https://twitter.com/AbrahamWeint/status/1273691321430167559?s=19 O governo pretende indicar Weintraub para o Banco Mundial, em Washington, onde o Brasil lidera um grupo de nove países e, sendo o maior acionista, tem a prerrogativa de indicar o diretor da área. Weintraub assumiu o cargo em abril de 2019, após a saída de Ricardo Vélez Rodríguez, e permaneceu no posto por 14 meses. No período, acumulou desafetos e disputas públicas com diversos grupos sociais – entre eles, a comunidade judaica e a representação da China no Brasil. Mais recentemente, em encontro com o presidente Bolsonaro e outras autoridades do Exe
Ministros do STF são informados que Weintraub pode cair a qualquer momento; Ele deve ser preso

Ministros do STF são informados que Weintraub pode cair a qualquer momento; Ele deve ser preso

Brasil
Não é a primeira vez que se inicia a contagem, mas Abraham Weintraub, Ministro da Educação, já estaria com os dias contados na equipe do presidente Jair Bolsonaro. Um contado do Planalto no Supremo Tribunal Federal já passou o recado aos ministros do STF: ele pode cair a qualquer momento. E com Weintraub continuando seus ataques às instituições, a possibilidade dele também ser presa é grande. Além dos flagrantes do vídeo do inquérito aberto após denúncias do ex-ministro Sergio Moro, em que o titular do MEC queria os fdp do STF presos e dizia, em Brasília, que Brasília era um câncer, neste domingo (14) ele foi a uma manifestação de apoiadores de Bolsonaro na Esplanada dos Ministérios, sem máscara, gerou aglomerações e voltou a fazer afirmações polêmicas. Questionando sobre
Congresso já se articula para impedir que Weintraub escolha os reitores de universidades

Congresso já se articula para impedir que Weintraub escolha os reitores de universidades

Brasil
Uma ala no Congresso Nacional articula a derrubada imediata da medida provisória que autoriza o ministro da Educação, Abraham Weintraub, a nomear reitores para universidades federais durante a pandemia do coronavírus, se o governo do presidente Jair Bolsonaro não voltar atrás da decisão. A intenção de senadores e deputados da oposição e dos ditos independentes é rejeitar já na semana que vem a nova regra, que foi publicada ontem no Diário Oficial da União e é alvo de duras críticas dentro do Parlamento e entre educadores. Já em vigor, a medida amplia os poderes de Weintraub, permitindo que ele decida sobre as reitorias sem necessidade de consulta pública ou lista tríplice para embasar a definição de nomes para o cargo. Na avaliação de congressistas, incluindo o presidente da Câma
MP de Bolsonaro dá a Weintraub poderes para escolher reitores nas universidades

MP de Bolsonaro dá a Weintraub poderes para escolher reitores nas universidades

Brasil
O presidente Jair Bolsonaro editou uma medida provisória (MP) que permite ao ministro da Educação, Abraham Weintraub, escolher reitores temporários para as universidades federais durante a pandemia do coronavírus. A MP nº 979 foi publicada no Diário Oficial da União desta quarta-feira (10). "Não haverá processo de consulta à comunidade, escolar ou acadêmica, ou formação de lista tríplice para a escolha de dirigentes das instituições federais de ensino durante o período da emergência de saúde pública de importância internacional decorrente da pandemia da Covid-19". Trecho da MP. A medida, segundo o texto, vale "no caso de término de mandato dos atuais dirigentes durante o período da emergência de saúde pública de importância internacional decorrente da pandemia da covid-19". A MP não
STF barra Weintraub de escolher local e data para prestar depoimento

STF barra Weintraub de escolher local e data para prestar depoimento

Justiça
O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Celso de Mello, negou ao ministro da Educação, Abraham Weintraub, o direito de escolher dia, hora e lugar para prestar depoimento no inquérito em que é investigado por racismo. Na decisão, Celso declara que Weintraub é investigado e não testemunha ou vítima, portanto, não terá o privilégio. Racismo No início de abril, Weintraub publicou em sua conta pessoal no Twitter uma capa do gibi da Turma da Mônica, em que aparece a bandeira da China e a Muralha, e escreveu, como o personagem Cebolinha, uma mensagem em que troca a letra R pelo L. A publicação foi apagada horas depois. Na oportunidade, a Embaixada do país asiático no Brasil emitiu uma nota oficial repudiando a mensagem escrita por Weintraub. Na abertura do inquérito,
Governo recorre ao STF para evitar depoimento e prisão de Weintraub no inquérito das fake news

Governo recorre ao STF para evitar depoimento e prisão de Weintraub no inquérito das fake news

Política
Após reunião com o presidente Jair Bolsonaro para definir estratégias de reação ao Supremo, o ministro André Mendonça (Justiça) ingressou com um pedido de habeas corpus para Abraham Weintraub (Educação) a fim de "garantir liberdade de expressão dos cidadãos". Com o pedido de habeas corpus, a ideia é impedir a prisão ou outra medida cautelar contra Weintraub no caso de ele se recusar a cumprir a determinação do STF de prestar depoimento. O anúncio do ministro foi feito em uma rede social no início da madrugada desta quinta-feira (28). O habeas corpus, segundo o ministro da Justiça, foi ajuizado no STF (Supremo Tribunal Federal). De acordo com Mendonça, o pedido beneficia "de modo mais específico" Weintraub e as demais pessoas submetidas ao inquérito 4.781, que investiga fake ne
Senado convoca Weintraub para se explicar

Senado convoca Weintraub para se explicar

Política
Em sessão remota nesta segunda-feira (25), o Plenário do Senado aprovou a convocação do ministro da Educação, Abraham Weintraub, para dar explicações sobre declarações que fez em 22 de abril, durante reunião com o presidente da República e outros ministros. No vídeo dessa reunião, Weintraub disse que os ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) deveriam ser presos e que há muita corrupção em Brasília. Os requerimentos foram apresentados pela senadora Rose de Freitas (Podemos-ES) e pelo senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP). Ainda não foi marcada a data para a audiência. Para Rose de Freitas, é inadmissível pensar em política ouvindo as palavras que foram proferidas por Weintraub. Ela disse que, no início do vídeo da reunião ministerial, achou que estava assistindo a um filme
Bolsonaro sofre alta pressão para a demitir o Ministro Weintraub

Bolsonaro sofre alta pressão para a demitir o Ministro Weintraub

Blog, Marcelo Firmino
É crescente na Esplanada, em Brasília, a pressão junto a Jair Bolsonaro para a demissão do Ministro da Educação, Abraham Weintraub. A gota d'água foi justamente o vídeo da reunião de 22 de abril, quando ele declarou que  "por mim colocaria esses vagabundos na cadeia", referindo-se aos 11 ministros do Supremo Tribunal Federal. A questão é que além de o próprio STF está discutindo mais um processo contra Weintraub, há outros segmentos cobrando de Bolsonaro a cabeça do ministro. O Centrão, liderado pelo deputado Arthur Lira, que já comanda o Fundo Nacional de Educação (FNDE) com mais de R$ 50 bilhões em caixa, também se manifestou pela saída do ministro. Os vices líderes do governo no Congresso, Elmano Ferrer (Podemos-PI) e Chico Rodrigues (DEM-RR) externaram descontentamento com
Weintraub sobre o STF: “Por mim, botava esses vagabundos todos na cadeia”

Weintraub sobre o STF: “Por mim, botava esses vagabundos todos na cadeia”

Política, Vídeos
Leia trechos da fala de Weintraub, ministro da Educação, na reunião ministerial. "Eu não quero ser escravo nesse país. E acabar com essa porcaria que é Brasília. Isso daqui é um cancro de corrupção, de privilégio. Eu tinha uma visão extremamente negativa de Brasília. Brasília é muito pior do que eu podia imaginar. As pessoas aqui perdem a percepção, a empatia, a relação com o povo. Se sentem inexpugnáveis. Eu tive o privilégio de ver a ... a mais da metade aqui desse time chegar". https://twitter.com/HugoGloss/status/1263934207564361728 "A gente tá perdendo a luta pela liberdade. É isso que o povo tá gritando. Não tá gritando pra ter mais Estado, pra ter mais projetos, pra ter mais .. . o povo tá gritando por liberdade, ponto. Eu acho que é isso que a gente tá perdendo, tá per
Inscrições para o Enem foram prorrogadas

Inscrições para o Enem foram prorrogadas

Brasil
O ministro da Educação, Abraham Weintraub, anunciou nesta setxa (22) a prorrogação do prazo para inscrições ao Enem 2020 (Exame Nacional do Ensino Médio) em cinco dias. Agora, o estudante pode confirmar o cadastro até às 23h59 (de Brasília) da próxima quarta-feira (27), e não mais até às 23h59 (de Brasília) de hoje. "Decidimos prorrogar o prazo das inscrições do Enem até 23h59 de quarta-feira, 27 de maio. Os boletos da taxa da prova poderão ser pagos até 28/05. Os candidatos devem ficar atentos à confirmação da inscrição na Página do Participante". Abraham Weintraub, ministro do MEC. https://twitter.com/AbrahamWeint/status/1263868736769003520 O aumento do prazo vem na esteira do adiamento do Enem devido à pandemia do novo coronavírus, anunciado na última quarta-feira. A princípio,