15 de agosto de 2022Informação, independência e credibilidade
Justiça

TCU deve retomar julgamento que pode tornar Deltan e Janot inelegíveis

Figuras ilustres da Lava-Jato já demonstraram desejo de concorrer a uma vaga de deputado federal em outubro

O Tribunal de Contas da União (TCU) deve retomar nos próximos dias o julgamento que envolve o ex-procurador-geral da República Rodrigo Janot e o ex-procurador Deltan Dallagnol em gastos da força-tarefa da Operação Lava Jato com passagens aéreas e diárias.

O TCU tem até o dia 15 de agosto para entregar à Justiça Eleitoral a lista de pessoas condenadas por irregularidade no manejo de recursos públicos. Quem estiver nela é considerado ficha suja e não pode ser candidato.

Lava Jato

No ano passado, o ministro Bruno Dantas acatou representação do subprocurador Lucas Furtado, do Ministério Público junto ao TCU, e determinou um pente-fino nos gastos da Lava Jato com viagens e diárias. Concluiu que houve prejuízo ao erário e violação ao princípio da impessoalidade, com a adoção de um modelo “benéfico e rentável” aos integrantes da força-tarefa.