30 de junho de 2022Informação, independência e credibilidade
Justiça

TJAL promove Encontro de Adoção no Maceió Shopping dias 23, 24 e 25/05

Programação prevê rodas de conversa, esclarecimento de dúvidas, exposição fotográfica e diálogo com quem já adotou legalmente em Alagoas

Esclarecer dúvidas sobre adoção, dialogar com quem já adotou, apreciar uma exposição fotográfica com 14 famílias formadas a partir da adoção legal, fazer pré-cadastro para adoção ou apadrinhamento. Eis a proposta do 11º Encontro Estadual de Adoção, promovido pelo TJAL, no Maceió Shopping, dias 23, 24 e 25, das 10h às 22h.

Aberto a todos os públicos, o encontro começa na segunda-feira (23), às 10h, com a juíza Fátima Pirauá, da 28ª Vara Cível da Capital  (Infância e Juventude), explicando o que preconiza o Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA) quanto ao acolhimento institucional e à colocação de uma criança ou adolescente em família substituta.

Passo a passo da adoção

“Nossa ideia é explicar às pessoas, com simplicidade, o passo a passo de um processo de adoção e até fazer um pré-cadastro de quem quiser adotar ou apadrinhar legalmente uma criança ou um adolescente”, observa a juíza Fátima Pirauá, coordenadora estadual da Infância e Juventude (CEIJ) do Poder Judiciário de Alagoas.

Nos três dias de encontro, estão previstas rodas de conversa sobre os diversos assuntos relacionados à adoção ou ao apadrinhamento. Famílias que adotaram, por exemplo, vão dialogar, bater papo com quem for ao encontro, compartilhando suas experiências antes e depois da conclusão do processo de adoção.

Exposição fotográfica

Uma das novidades deste ano é a exposição fotográfica com 13 famílias que adotaram legalmente crianças e adolescentes, na capital e no interior de Alagoas. As imagens foram selecionadas e/ou produzidas pela equipe da Diretoria de Comunicação (Dicom) do Tribunal de Justiça de Alagoas (TJAL).

Muitos participantes da exposição adotaram crianças acima de 7 anos, dentro do projeto Adoções Possíveis,  que compartilha em redes sociais vídeos produzidos pela Dicom. Como resultado, os interessados dialogam com a unidade judiciária, conhecem as crianças, podendo evoluir para a adoção.

Transmissão ao vivo

Para esclarecer quaisquer dúvidas sobre o processo de adoção e/ou apadrinhamento, servidores da 28ª Vara da Infância e da Juventude estarão de plantão nos três dias do encontro, promovido pela Coordenadoria da Infância e Juventude (Ceij), ligada à Presidência do Tribunal de Justiça de Alagoas.

Na quarta-feira (25), Dia Nacional da Adoção, haverá transmissão ao vivo (live) de palestras presenciais sobre adoção legal, apadrinhamento, perfil de crianças em acolhimento, busca ativa e grupos de apoio à adoção.

Dia 23.05 (segunda-feira)

Abertura: 10h – Juíza Fátima Pirauá juíza / 28ª VIJ e coordenadora da CEIJ
Desembargador Klever Loureiro – Presidente do TJAL

Rodas de conversa

10h – Do acolhimento Institucional à colocação em família substituta (o que preconiza o ECA) (Dra. Fátima Pirauá – Coordenadora da Coordenadoria Estadual da Infância e Juventude e Juíza de direito da 28ª Vara Infância e Juventude)

10h40 – A genitora pode encaminhar seu/sua filho/a para adoção? (Juíza Soraya Maranhão)

11h – Bate-papo com quem já adotou (Maikel e Carla)

12h- Adoção e questões étnico-raciais (Amaro Silva – psicólogo, ex-coordenador da Instituição de Acolhimento Acolher)

13h – Como funciona o grupo de apoio à adoção? Representantes do GAAAL;

14h – Toda criança em abrigo vai ser adotada? (Larisse Coimbra, psicóloga do Lar de Amparo à Criança para Adoção – LACA);

15h – Caminhos da Adoção: da habilitação até a chegada da criança (Jussara Pacheco, Coordenadora da Equipe Técnica da 28ª Vara Infância e Juventude);

17h – A importância do cuidado à saúde mental materna. (Regina Japiá psicóloga e mãe por adoção);

19h – Quero adotar  uma criança ou adolescente. O que fazer? (Dra. Ariadne Dantas – Promotora de Justiça de Porto Real do Colégio)

Dia 24.05 (terça-feira)
Rodas de conversa 

10h – Infância e Juventude – O que leva uma família a perder o Poder Familiar? (Dra. Jheise Gama – Promotora de Justiça da 28ª Vara Infância e Juventude) 

11h – Preconceitos em relação a origem biológica (Camila Loiola – psicóloga da 28ª Vara Infância e Juventude)

13h – Conheço alguém que quer dar o filho, posso adotar? (Myrna Oliveira – psicóloga 28ª Vara Infância e Juventude)

14h – Posso visitar crianças que estão em uma instituição de acolhimento (abrigo)?  (Rafaela Monteiro – Assistente Social da Instituição de Acolhimento Rubens Colaço)

15h – Como funciona o grupo de apoio à adoção? Representantes do GAAAL

16h – SNA – O que é a fila da adoção? (Hamilton Azevedo – Secretário da Coordenadoria Estadual da Infância e Juventude)

17h – Estou habilitado/a, o que fazer enquanto espero meu/minha filho/a? (Denise Barros psicóloga do Lar Batista Marcolina Magalhães)

18h – Reunião do Grupo de apoio à adoção de Alagoas – GAAAL

20h – Trâmites do processo de adoção (Mariana Navarro – advogada e mãe por adoção)

Dia 25.05 (quarta-feira)
Rodas de conversa 

10h – Quero adotar  uma criança ou adolescente. O que fazer? (Gleissyan Sampaio – assistente social 28ª 28ª Vara Infância e Juventude)

11h – Caminhos da Adoção: da habilitação até a chegada da criança (Priscilla Azevedo, assistente social da 28ª Vara Infância e Juventude);

14h – Projeto de Apadrinhamento (Fátima Malta, psicóloga da 28ª Vara Infância e Juventude);

15h – Importância da rede de apoio na adoção (Elisângela Ferreira – assistente social da Coordenadoria Estadual da Infância e Juventude)

16h – Conheço alguém que quer dar o filho, posso adotar? (Milena Ferro – assistente social da Coordenadoria Estadual da Infância e Juventude)

17h – SNA – O que é a fila da adoção? (Hamilton Azevedo – Secretário da Coordenadoria Estadual da Infância e Juventude)

        19h – LIVE: Parentalidade Adotiva: caminhos possíveis 
Subtemas:
           1. Adoção Segura e para sempre: abordar riscos de uma adoção irregular (intuitu personae e “à brasileira”); Fátima Pirauá – Coordenadora da Coordenadoria Estadual da Infância e Juventude e Juíza de direito da 28ª Vara Infância e Juventude
           2. A quem atende o instituto da adoção? Expectativas e realidade Jussara Pacheco – Coordenadora da Equipe Técnica da 28ª Vara Infância e Juventude
           3. Adoções Necessárias: aproximando postulantes/pretendentes à adoção de crianças e adolescentes em situação de acolhimento institucional (Busca Ativa e Projeto Padrinho): Fátima Malta – Psicóloga da 28ª Vara Infância e Juventude
          4. Famílias reconfiguradas no contexto da adoção – a construção dos vínculos. Romina Duque Porto – mãe de João Gustavo (8 anos) e Ticiana Leal Leite Buarque – mãe de João Lucas (7 anos) e Davi (2 meses)
Após a live teremos representantes do GAAAL falando como funciona o grupo de apoio à adoção;
Após a live teremos a Dra. Jheise Gama – Promotora de Justiça da 28ª Vara Cível da Capital – Infância e Juventude esclarecendo dúvidas acerca do processo de adoção.