23 de junho de 2021Informação, independência e credibilidade
Blog

Tratado como um banana qualquer, o ‘tal de Queiroga’ já analisa o fim das máscaras no País

Ministro diz que está analisando o pedido feito pelo mandatário mor

Esse ‘tal de Queiroga’ e sua imagem bisonha em nome do cargo

E o ministro da Saúde, um tal de Queiroga, como o chamou Jair Bolsonaro,  confirmou, nesta quinta-feira, 10, que está analisando o  pedido do chefe do Planalto para desobrigar o uso de máscara no País, para quem já recebeu a vacina contra a covid-19 ou para quem já foi infectado pelo vírus.

Esse “tal de Queiroga”, depois do segundo depoimento na CPI da Covid, quando manifestou certo desconforto com as atitudes do mandatário chefe nessa pandemia, caiu na rede do gabinete do ódio.

Exatamente por isso, Bolsonaro resolveu enquadrá-lo como um “banana qualquer” na primeira oportunidade. O que é lamentável.

O cidadão Marcelo Queiroga era tido como um profissional da medicina tecnicamente renomado, mas agora vê sua imagem sendo destruída de forma bisonha, muito, inclusive, pela sua falta de altivez.

Na verdade ele não é “um banana qualquer”, mas é um pavão inflado, embora subserviente, pelo titulo que carrega no ministério.

Enfim, agora vai apresentar um relatório exigido pelo mandante mor, dizendo que os brasileiros vacinados já podem andar sem máscaras, mesmo sabendo dos riscos que isso representa numa pandemia que ainda não apresenta sinais de recuo.

Isso é pisotear sobre os cadávares de quase 500 mil brasileiros vitimas dessa doença sem controle.

No fundo, esse “tal de Queiroga” é apenas mais um dos tantos idiotas do Brasil de quem Nelson Rodrigues falava.

Uma pena para a saúde pública brasileira.