27 de novembro de 2021Informação, independência e credibilidade
Brasil

Vacinados com a Janssen deverão tomar segunda dose contra covid, diz Queiroga

Na última semana, foi enviado para o Brasil um lote de 1 milhão de doses da Janssen, parte das das 36,2 milhões de vacinas da farmacêutica asseguradas pelo Ministério da Saúde

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, anunciou que todos os adultos vacinados com a Janssen, que até então era de aplicação única, deverão receber mais uma dose. Assim, a Janssen passa a ser tratada na prática como uma vacina que requer duas doses contra a covid-19.

Segundo Queiroga, será observado um intervalo de dois meses de aplicação entre as doses. “Ao longo do tempo, passamos a ter informações a respeito desse imunizante da Janssen, que tem tecnologia muito parecida com o da AstraZeneca e requer a segunda dose”, afirmou.

“Essa segunda dose é do mesmo imunizante. E a dose de reforço não seria essa segunda, seria uma dose de reforço lá na frente, cinco meses após, feita com imunizante diferente”. Marcelo Queiroga.

A secretária de Enfrentamento à covid-19, Rosana Leite de Melo, disse que a decisão do intervalo foi inspirada na diretriz dos Estados Unidos.

“Quem tomou Janssen completará o esquema vacinal. Vai tomar duas doses, sendo que o intervalo é de dois meses. A Janssen chegou em junho e julho, então estamos dentro do tempo esperado”. Rosana Leite de Melo.

A expectativa da Saúde é começar a distribuir as vacinas da Janssen na sexta-feira (19), mas ainda não há previsão de quando estados e municípios irão disponibilizá-las para aplicação.

Na última semana, foi enviado para o Brasil um lote de 1 milhão de doses da Janssen, parte das das 36,2 milhões de vacinas da farmacêutica asseguradas pelo Ministério da Saúde até dezembro de 2021.