23 de setembro de 2021Informação, independência e credibilidade
Política

Vago, Bolsonaro diz haver “oportunidade” para o povo em 7 de setembro

Presidente busca nesses protestos uma foto ao lado de milhares de apoiadores para ganhar fôlego em meio a uma crise institucional

A cada dia, piora a crise institucional entre os Poderes por causa dos discursos de cunho autoritários do presidente Jair Bolsonaro. E isso teve mais um capítulo, com o presidente afirmando haver uma “oportunidade” inédita para a população nos atos do próximo dia 7 de Setembro.

Ele, entretanto, foi vago em suas declarações e não deu detalhes sobre qual seria essa oportunidade e o que exatamente deveria ser feito no feriado. Isso se comparado quando ele disse que feijão é coisa para idiota e que o brasileiro deveria era comprar fuzil, como na semana passada:

“A vida se faz de desafios. Sem desafios a vida não tem graça. As oportunidades aparecem. Nunca outra oportunidade para o povo brasileiro foi tão importante ou será importante quanto esse nosso próximo 7 de Setembro”. Jair Bolsonaro, presidente.

As declarações foram dadas nesta terça-feira (31) em Uberlândia (MG), em um discurso sem ataques ao Supremo Tribunal Federal. Algo raro nas últimas semanas. Ele ainda prometeu seguir a Constituição.

7 de Setembro

Independente disso, Bolsonaro busca nesses protestos uma foto ao lado de milhares de apoiadores para ganhar fôlego em meio a uma crise institucional provocada por ele mesmo, além das crises sanitária, econômica e social no país.

Ele se prepara para participar de protestos de raiz golpista e de pautas autoritárias em seu favor que estão marcados para o feriado de 7 de Setembro na Esplanada dos Ministérios, em Brasília, e na avenida Paulista, em São Paulo. Bolsonaro prometeu comparecer e discursar nos dois atos.

Isso porque Bolsonaro perde apoio nas classes política e empresarial, além de aparecer distante do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) em diferentes pesquisas de opinião sobre a corrida eleitoral de 2022.