29 de setembro de 2021Informação, independência e credibilidade
Cultura

Veja a lista dos vencedores do Oscar 2021, que consagrou Nomadland

Chloé Zhao é a segunda mulher da história a levar a estatueta pela Diração;

Em cerimônia realizada na noite de domingo (25), o Oscar 2021 teve a maior parte do evento transmitido de Los Angeles, na Califórnia, por causa da situação de pandemia.

Independente disso, como era esperado, “Nomadland” brilhou. Indicado a seis prêmios, o filme de Chloé Zhao faturou três estatuetas: melhor filme, melhor direção e melhor atriz, para Frances McDormand.

Outro destaque ficou a cargo da categoria melhor ator: apesar de as apostas apontarem para uma vitória póstuma de Chadwick Boseman, quem levou a melhor foi o veterano Anthony Hopkins, por “Meu Pai”. Confira a lista de vencedores:

Melhor filme

  • “Meu Pai”
  • “Judas e o Messias Negro”
  • “Mank”
  • “Minari”
  • “Nomadland” – VENCEDOR
  • “Bela Vingança”
  • “O Som do Silêncio”
  • “Os 7 de Chicago”

Melhor direção

  • Thomas Vinterberg, por “Druk – Mais uma Rodada”
  • David Fincher, por “Mank”
  • Lee Isaac Chung, por “Minari”
  • Chloé Zhao, por “Nomadland” – VENCEDORA
  • Emerald Fennell, por “Bela Vingança”

Melhor ator

  • Riz Ahmed, por “O Som do Silêncio”
  • Chadwick Boseman, por “A Voz Suprema do Blues”
  • Anthony Hopkins, por “Meu Pai” – VENCEDOR
  • Gary Oldman, por “Mank”
  • Steven Yeun, por “Minari”

Melhor atriz

  • Viola Davis, por “A Voz Suprema do Blues”
  • Andra Day, por “The United States vs. Billie Holiday”
  • Vanessa Kirby, por “Pieces of a Woman”
  • Frances McDormand, por “Nomadland” – VENCEDORA
  • Carey Mulligan, por “Bela Vingança”

Melhor ator coadjuvante

  • Sacha Baron Cohen, por “Os 7 de Chicago”
  • Leslie Odom Jr., por “Uma Noite em Miami”
  • Daniel Kaluuya, por “Judas e o Messias Negro” – VENCEDOR
  • Paul Raci, por “O Som do Silêncio”
  • LaKeith Stanfield, por “Judas e o Messias Negro”

Melhor atriz coadjuvante

  • Maria Bakalova, por “Borat: Fita de Cinema Seguinte”
  • Glenn Close, por “Era Uma Vez um Sonho”
  • Olivia Colman, por “Meu Pai”
  • Amanda Seyfried, por “Mank”
  • Yuh-jung Youn, por “Minari” – VENCEDORA

Melhor roteiro original

  • Will Berson & Chaka King, por “Judas e o Messias Negro”
  • Lee Isaac Chung, por “Minari”
  • Emerald Fennell, por “Bela Vingança” – VENCEDORA
  • Darius Marder & Abraham Marder, por “O Som do Silêncio”
  • Aaron Sorkin, por “Os 7 de Chicago”

Melhor roteiro adaptado

  • Sacha Baron Cohen, Anthony Hines, Dan Swimer, Peter Baynham, Erica Rivinoja, Dan Mazer, Jena Friedman & Lee Kern, por “Borat: Fita de Cinema Seguinte”
  • Christopher Hampton & Florian Zeller, por “Meu Pai” – VENCEDOR
  • Chloé Zhao, por “Nomadland”
  • Kemp Powers, por “Uma Noite em Miami”
  • Ramin Bahrani, por “O Tigre Branco”

Melhor fotografia

  • Sean Bobbitt, por “Judas e o Messias Negro”
  • Erik Messerschmidt, por “Mank” – VENCEDOR
  • Dariusz Wolski, por “Relatos do Mundo”
  • Joshua James Richards, por “Nomadland”
  • Phedon Papamichael, por “Os 7 de Chicago”

Melhor figurino

  • Alexandra Byrne, por “Emma.”
  • Ann Roth, por “A Voz Suprema do Blues” – VENCEDORA
  • Trish Summerville, por “Mank”
  • Bina Daigeler, por “Mulan”
  • Massimo Cantini Parrini, por “Pinóquio”

Melhor trilha sonora

  • Terence Blanchard, por “Destacamento Blood”
  • Trent Reznor & Atticus Ross, por “Mank”
  • Emile Mosseri, por “Minari”
  • James Newton Howard, por “Relatos do Mundo”
  • Jon Batiste, Trent Reznor & Atticus Ross, por “Soul” – VENCEDORA

Melhor canção original

  • “Fight for You” – H.E.R. (“Judas e o Messias Negro”) – VENCEDORA
  • “Hear My Voice” – Celeste (“Os 7 de Chicago”)
  • “Husavik” – Fire Saga (“Festival Eurovision da Canção”)
  • “Io Si (Seen)” – Laura Pausini (“Rosa & Momo”)
  • “Speak Now” – Leslie Odom Jr. (“Uma Noite em Miami”)

Melhor design de produção

  • Peter Francis, por “Meu Pai”
  • Mark Ricker, por “A Voz Suprema do Blues”
  • Donald Graham Burt, por “Mank” – VENCEDOR
  • David Crank, por “Relatos do Mundo”
  • Nathan Crowley, por “Tenet”

Melhor montagem

  • Yorgos Lamprinos, por “Meu Pai”
  • Chloé Zhao, por “Nomadland”
  • Frédéric Thoraval, por “Bela Vingança”
  • Mikkel E.G. Nielsen, por “O Som do Silêncio” – VENCEDOR
  • Alan Baumgarten, por “Os 7 de Chicago”

Melhores efeitos visuais

  • “Love and Monsters”
  • “O Céu da Meia-Noite”
  • “Mulan”
  • “O Grande Ivan”
  • “Tenet” – VENCEDOR

Melhor cabelo & maquiagem

  • “Emma.”
  • “Era uma Vez um Sonho”
  • “A Voz Suprema do Blues” – VENCEDOR
  • “Mank”
  • “Pinóquio”

Melhor som

  • “Greyhound”
  • “Mank”
  • “Relatos do Mundo”
  • “Soul”
  • “O Som do Silêncio” – VENCEDOR

Melhor documentário

  • “Collective”
  • “Crip Camp: Revolução Pela Inclusão”
  • “The Mole Agent”
  • “Professor Polvo” – VENCEDOR
  • “Time”

Melhor filme internacional

  • “Druk – Mais uma Rodada” (Dinamarca) – VENCEDOR
  • “Better Days” (Hong Kong)
  • “Collective” (Romênia)
  • “O Homem que Vendeu sua Pele” (Tunísia)
  • “Quo Vadis, Aida?” (Bósnia)

Melhor animação

  • “Dois Irmãos: Uma Jornada Fantástica”
  • “A Caminho da Lua”
  • “Shaun, o Carneiro: O Filme – A Fazenda Contra-Ataca”
  • “Soul” – VENCEDOR
  • “Wolfwalkers”

Melhor documentário em curta-metragem

  • “Colette” – VENCEDOR
  • “A Concerto is a Conversation”
  • “Do Not Split”
  • “Hunger Ward”
  • “A Love Song for Latasha”

Melhor curta-metragem de animação

  • “Burrow”
  • “Genius Loci”
  • “Se Algo Acontecer… Te Amo” – VENCEDOR
  • “Opera”
  • “Yes-People”

Melhor curta-metragem

  • “Feeling Through”
  • “The Letter Room”
  • “The Present”
  • “Two Distant Strangers” – VENCEDOR
  • “White Eye”