27 de outubro de 2021Informação, independência e credibilidade
Maceió

Vigilância interdita lanchonete na Serraria por descumprimento de normas sanitárias

Estabelecimento localizado na Serraria tinha alimentos fora da validade e equipamentos enferrujados

A Vigilância Sanitária de Maceió interditou, na última segunda-feira (27), um estabelecimento de produção e venda de lanches e sanduíches na Serraria. No local, foram encontrados alimentos fora do prazo de validade e equipamentos em más condições de higiene e conservação.

De acordo com o coordenador geral de Vigilância Sanitária, Airton Santos, o proprietário foi notificado e o estabelecimento foi multado e interditado para adequação às normas sanitárias.

“O local, uma sandubaria, estava insalubre, com produtos como frango, manteiga e bacon vencidos e em más condições de conservação. Os próprios freezers e locais de armazenamento estavam enferrujados. A Vigilância só interdita um local em último caso, e essa sandubaria estava sem as mínimas condições de funcionamento. O comerciante foi notificado, multado e tem um prazo para se adequar”. Airton Santos.

As equipes da Vigilância têm atuado diariamente na fiscalização de diversos segmentos, como supermercados, avícolas panificações, frigoríficos, restaurantes, lanchonetes e mercados públicos. Nesses locais, são verificadas as condições de armazenamento, manipulação, conservação e comercialização dos alimentos.

“A Vigilância orienta os comerciantes e produtores de alimentos sobre as normas sanitárias adequadas e fazemos a fiscalização dessas condições. Quando flagramos descumprimento das normas, nossa atribuição é eliminar o risco sanitário, recolhendo os alimentos impróprios para o consumo e notificando os responsáveis para que se adequem, garantindo segurança sanitária ao povo de Maceió”. Airton Santos.

De acordo com os últimos levantamentos, só este ano, a Vigilância recolheu 51 mil quilos de produtos perecíveis e não perecíveis fora do prazo de validade. Destes, a maior quantidade são carnes e laticínios.

A fiscalização lembra que os produtos vendidos fracionados são os que precisam de maior atenção na hora da compra

“O gerente do supermercado tem a obrigação deixar ao lado dos produtos que são fatiados o rótulo original, com número de lote, data de fabricação e prazo de validade. E cabe ao consumidor buscar essas informações, principalmente com produtos como carnes, linguiças, queijos e salames”. Airton Santos.

Para denunciar situações de potencial risco sanitário, a Vigilância Sanitária de Maceió dispõe do número 3312-5495. Pelo contato, os maceioenses podem solicitar a inspeção de estabelecimentos que estejam em situação irregular.