25 de julho de 2021Informação, independência e credibilidade
Blog

Vó do Considerado vai à praia pra mostrar a vagina a “bozoide” safado

Dona Nildinha e a Cega Dedé se revoltaram com Eduardo Bananinha

 

Quinze dias após tomar a segunda dose da CoronaVac, dona Nildinha, a avó do Considerado, chamou o neto e a amiga de Paulo Jacinto, a Cega Dedé, para irem à praia.

Mais alegre que borboleta quando sai do casulo, vestiu seu maiô de crochê, rosa bebê, para ir à Guaxuma. Tomar um banho de mar, depois de tanto tempo no isolamento com medo da “gripezinha”, é mais que um presente. É viver o estado de graça.

Considerado preparou um cooler térmico com cervejas e refrigerantes e passou a colocar tudo na mala do carro, onde já estavam as cadeiras e um guarda sol.

Pra não ficar só com as duas idosas, ele logo pensou em chamar o inseparável amigo Batoré. E avisou a avó que estava ligando para ele. Mas ouviu dela: – Para quê? Não adianta chamá-lo. – Por quê não? -Questionou o neto. E Nildinha então acabou com a conversa: – Por que ele vai dizer que está cuidando da mamãe, como sempre.

Também ainda lhe disse que se fosse para chamar mais alguém poderia ser seu ex “latin lover“, Zé Fumacê, ou mesmo o Tonelada, por que esse já chegaria com uma garrafa de vodka em mãos.

Considerado entendeu que isso fazia todo sentido. Segundo o pessoal da turma do Gabiru, quando o “babá” não quer ir a um lugar, logo se desculpa dizendo que vai cuidar da mãe que mora só.

Passeio organizado, agora só falta a ceguinha. -Anda Dedé, vamos logo, mulher. – Reclama Nildinha.

Ligada no noticiário da TV, a Cega Dedé resmungou algo e lá foram os dois saber o que estava acontecendo.

-O que há dona Dedé, não quer ir à praia?

-Olhe, meu Considerado, estou sem ânimo.

-Veja aí vó, resolva esse problema.

Nildinha passou a conversar com jeito para saber o que estava havendo. Descobriu que o noticiário tinha deixado ela deprimida. Dedé, quando não está ouvindo as músicas cavernosas não perde uma informação no rádio ou TV. Ouve tudo.

-Mas, o que lhe deixou tão intranquila Dedé?

-Esse deputado imbecil aí.

-Quem é o idiota?

-O filho do bozo, Nildinha…

-Deixa pra lá, eles são todos uns bananinhas.

-Eu sei. Mas não posso tolerar isso.

-O quê?

-Ele destratou as mulheres colegas dele, deputadas eleitas igual a ele.

-Como assim Dedé?

-Vocês não viram não? Ele disse que elas eram apenas “portadoras de vagina”.

-Meu Deus, foi mesmo?

-Sujeito baixo, anormal.

-Mas tenha calma Dedé. Você viu Considerado?

-Vi. Mas isso é típico desses bolsominions.

-É. O homem pra dizer isso é por que não respeita a mãe, nem a própria mulher dele.

-É verdade vó.

-Esse bananinha nunca me enganou. Ele gosta mesmo é de miliciano sarado!

-Calma vó… Vamos a la playa…

-Agora vamos Dedé só pra mostrar a vagina pra bozoide safado.

-Aí danou-se, vai causar aglomeração na praia.