20 de maio de 2022Informação, independência e credibilidade
Blog

Weintraub faz um negócio da China: troca salário de 30 por R$ 116 mil

Ex-ministro vai receber aumento salarial de 400% na troca de ministério pelo banco

Weintraub: fez da mudança um negócio da China

Ser demitido e sair no lucro era tudo o que mais queria o ex-ministro da Educação, Abraham Weintraub.

Indicado para uma vaga no Banco Mundial, se ele for aprovado pelos demais acionistas, vai ganhar R$ 116 mil mensais, contra os R$ 30 mil que recebia no ministério. O aumento é superior a 400%.

Esse sim, um tipo de negócio da China. Até por que o novo salário será livre de impostos.

O Grupo de Acionistas que o Brasil representa no Banco Mundial é formado pela Colômbia, Filipinas, Equador, República Dominicana, Haiti, Panamá, Suriname e Trinidad e Tobago.
O curioso de tudo é que até bem pouco tempo, Weintraub e outros radicais do governo Bolsonaro diziam que o Banco Mundial era um antro de comunistas internacionais.
Com o salário acima de US$ 21,5 mil, certamente esse conceito vai ficar escondido na conta bancária.