11 de agosto de 2022Informação, independência e credibilidade
Alagoas

Welton Roberto celebra 30 anos de advocacia ao lado de Paulo Dantas, Renan Filho e Paulão

Professor da Ufal é PhD pela Universidade de Pavia, Itália, além de Doutor em Processo Penal pela UFPE e mestre pela UFAL

Professor da Ufal, Welton Roberto celebrou neste domingo (24), em Maceió, seus 30 anos de carreira jurídica, ao lado do governador Paulo Dantas, do ex-governador Renan Filho e do deputado federal Paulão, no Espaço Pierre Chalita.

Ao agradecer os presentes, Welton Roberto críticou o governo Bolsonaro e, assim como os demais presentes, enalteceu o ex-presidente Lula e as transformações sociais de seu governo para os mais pobres.

“Lula foi o maior presidente que o país já teve, que tirou o País da miséria e que quando voltar vai devolver nossa dignidade, prato feito e o orgulho de ser brasileiro”, disse o professor.

“Só quem passou fome, sabe o que é isso”, reforçou o professor, lembrando os mais de 33 milhões de brasileiros famintos graças ao atual governo. Tudo isso enquanto fazia um paralelo com a difícil infância de seu pai.

“Meu pai fugiu de casa aos 8 anos, vítima de violência parental, sofrendo muito para educar a mim e meus irmãos”, disse Welton Roberto, afirmando que a solução para sair da pobreza é justamente aquilo que os bolsonaristas mais odeiam: a educação.

“Eles odeiam universidades e universitários. Nos chamam de maconheiros ou de coisa pior. O próprio Bolsonaro disse que aquele anestesista que abusou de uma paciente teria ‘ideologia universitária’ no Centro Acadêmico”, reclamou o jurista, que trouxe melhores palavras ao lembrar mais uma vez de seu pai: “se tem uma coisa que o rico não consegue tirar do pobre, é o estudo, o conhecimento”.

“Filho de pobre tem que ser o primeiro, não o segundo, senão alguém tira”, lembrou o advogado sobre mais dos ensinamentos de Ezequiel Roberto Neto, seu pai, falecido durante a pandemia. “Cheguei onde cheguei graças ao estudo, graças ao ensinamento de meu pai e seria ideal que os mais necessitados também tivessem isso”.

Alagoas

Paulo Dantas e Renan Filho, ao elogiar a carreira de Welton Roberto, reforçaram que, durante os governos de Lula e Dilma, os recursos chegavam, especialmente nas áreas de Saúde e Educação.

Dantas lembrou que, após as fortes chuvas de 2010, Lula liberou mais de R$ 1 bilhão para Alagoas, enquanto que Bolsonaro enviou menos de R$ 100 milhões em recursos.

O atual e o ex-governador de Alagoas entraram em acordo sobre como as melhorias feitas no estado, a exemplo dos aumentos de hospitais e melhorias nas estradas, aconteceram apesar do atual governo federal, que não investiu no estado como fora feito durante o governo Lula.

O deputado federal Paulão, que também falou evento, foi mais um a enaltecer o homenageado, elogiar o presidente Lula e criticar com veemência o atual presidente.

Welton Roberto

Welton Roberto é PhD pela Universidade de Pavia, Itália, em Justiça Penal Internacional (2013), além de Doutor em Processo Penal pela Universidade Federal de Pernambuco, (UFPE – 2012), e Mestre em Processo Penal pela Universidade Federal de Alagoas (UFAL – 2006).

É também Professor Adjunto da Universidade Federal de Alagoas – Graduação e Pós-Graduação – Direito Penal e Processo Penal, Professor da Pós-graduação – Lato Sensu da FACULDADE MAURÍCIO DE NASSAU – Maceió/AL

Advogado Criminalista, Welton Roberto foi ainda Conselheiro da Ordem dos Advogados do Brasil – Seccional Alagoas nos triênios 2004/2006 e 2007/2009 e Conselheiro Federal da Ordem dos Advogados do Brasil no triênio 2010/2012.

Ex-membro da Comissão Nacional de Prerrogativas e Valorização da Advocacia, triênio 2010/2012, foi presidente Regional da Associação Brasileira dos Advogados Criminalistas – biênio 2009/2010 e é Membro Efetivo da Comissão Especial de estudo de reforma do Código de Processo Penal do Conselho Federal da OAB.