22 de janeiro de 2021Informação, independência e credibilidade
Política

Zambelli mentiu na PF, pois mensagens mostram que ela falou com Moro a pedido do presidente

“Bolsonaro vai cair se o senhor sair”, diz mensagem vazada pelo ex-ministro da Justiça: “Vou lá tentar falar com ele”, disse a deputada

Quando prestou depoimento à Polícia Federal nesta quarta-feira, a deputada Carla Zambelli negou que atuasse em nome de Jair Bolsonaro ao negociar com Sergio Moro sua permanência no Ministério da Justiça.

Porém, novas mensagens de WhatsApp trocadas entre a deputada e Moro, reveladas pela GloboNews no dia seguinte, mostram que ela mentiu ao dizer que não atuou em nome do presidente.

De acordo com a GloboNews, no dia 17 de abril, Zambelli questionou Mauricio Valeixo no cargo de diretor-geral da PF em mensagem enviada a Moro:

  • Zambelli: “Ministro, como usual, vou usar de 100% de sinceridade. O doutor Valeixo é o homem certo para dirigir a PF? Uma mudança agora seria muito bem-vinda. Os casos da Lava Jato no Congresso precisam andar. Por favor, faça algo urgente”.
  • Moro: “O Valeixo manteve o Lula preso, manteve a prisão do Lula diante da ordem ilegal de soltura do desembargador do Rio Grande do Sul. Se algo demora na Lava Jato no STF, não é pela PF, mas em relação a outras pessoas”.
  • Zambelli: “Converse olho no olho com o presidente e explique tudo isso. Por favor, ministro. Pergunte onde ele quer ajudar, abra a comunicação”.
  • Moro: “Já foi falado 1 milhão de vezes”.
  • Zambelli: “Ontem, ele me disse que você era desarmamentista. Acho que vocês tiveram algo recente, e ele não confia no Valeixo”.
  • Moro: “Eu acho que ele deveria confiar em mim.”

Na véspera do anúncio de demissão de Moro, a deputada procurou Moro novamente.

  • Zambelli: “Valeixo pediu demissão? O PR [Presidente da República] propôs o seguinte: Já que o Valeixo pediu para sair, deixa o cargo vago por alguns dias. Vocês conversam com calma, se conhecem melhor, o que está faltando desde o começo do mandato, e decidem juntos um nome. O que você acha? Pode só me responder se o Valeixo realmente pediu demissão?”.
  • Moro: “Não pediu demissão”.
  • Zambelli: “Estou aqui no MJ, no seu andar. Por favor, me dá 5 minutos. Por favor, deixa eu só falar com você. Estou com o Lucas. Deixa eu entrar só 5 minutos. O Planalto que pediu, mas não estou indo como parlamentar, mas como sua admiradora. O Brasil precisa de você”.
  • Moro: “Se o presidente anular o decreto de exoneração [do Valeixo], ok”.
  • Zambelli: “Vou lá tentar falar com ele”.

 

No dia 23 de abril, um dia antes da demissão de Moro, a deputada voltou a mandar mensagens para Moro.

  • Zambelli: “O Brasil depende do senhor estar no MJ”
  • Zambelli: “Bolsonaro vai cair se o senhor sair”

Padrinho de Casamento

Sergio Moro já havia vazado, ao Jornal Nacional, outro trecho de conversa com Carla Zambelli, do qual foi padrinho de casamento, pra mostrar que não se vendia por cargo no STF. Decepcionada com o vazamento, ela disse que ex-juiz da Lava Jato e agora ex-ministro da Justiça de Bolsonaro foi ‘maligno’.