5 de março de 2021Informação, independência e credibilidade
Cotidiano

Cuidado: você pode estar com intolerância à cafeína sem saber

Saiba aqui quais são esses sintomas que prejudicam seriamente à sua saúde

Intolerância à cafeína pode estar presente em você

Sabe aquele cafezinho saboroso de todos os dias? Fique atento por que ele pode estar prejudicando seriamente à sua saúde.

A cafeína está presente em diversas bebidas e alimentos do nosso cotidiano, especialmente no cafezinho, uma paixão mundial. Pessoas que consomem café, chocolates ou suplementos termogênicos, por exemplo, e desencadeiam uma série de sintomas como dor de cabeça, agitação excessiva, desconforto estomacal ou tremores podem ser intolerantes à cafeína.

A condição é mais comum do que se imagina, mas as pessoas não costumam associar o mal estar ao estimulante, conta a nutricionista Laura de Souza Silva, da clínica brasiliense Nutrindo o Conhecimento. Os pacientes que apresentam o problema são chamados de metabolizadores lentos.

“Muitas pessoas, apesar de sentirem os sintomas, não fazem correlação com a cafeína ou, quando fazem, não a deixam de consumir por vício”, afirma Laura.

A intolerância alimentar é a dificuldade na digestão de determinados alimentos devido à ausência ou redução da enzima necessária para fazer sua quebra, incapacitando o organismo de absorvê-los corretamente.

No caso da cafeína, a enzima é processada pelo gene CYP1A2, que sofre variação no DNA, o que determina velocidades de metabolização diferentes da cafeína nas pessoas. O diagnóstico costuma ser feito a partir de um exame de intolerância alimentar.

Veja aqui os principais sintomas

Dificuldade para dormir, dor de cabeça, enxaquecas, desconforto estomacal, síndrome do intestino irritável, tremores, calor, coceira, agitação excessiva, quadros de ansiedade, nervosismo, inquietação, aumento da pressão arterial e ritmo cardíaco. (Por Bethânia Nunes-Metrópoles)