15 de abril de 2021Informação, independência e credibilidade

Marcelo Firmino

Marcelo Firmino é jornalista e publicitário com passagens em vários veículos de comunicação de Alagoas e do País. Foi presidente do Sindicato dos Jornalistas no Estado e Secretário de Comunicação da Prefeitura de Maceió. Nesse espaço reportará e analisará os fatos que influenciam na vida sociedade.

E no meio da missa padre diz aos fiéis que se apaixonou por uma mulher

E no meio da missa padre diz aos fiéis que se apaixonou por uma mulher

Blog, Expresso, Marcelo Firmino
Por essa os fiéis da igreja não esperavam. Exatamente no meio da missa, o padre anuncia a todos que se apaixonou por uma mulher e que iria, então, deixar a batina. O espanto foi geral: Oh, meu Deus, Ave Maria, que pecado! E o padre repetiu serenamente: -"Meu coração se apaixonou". O padre, que contou sua história  nesta terça-feira, 13, de abril,  foi suspenso do serviço e iniciou os trâmites para voltar ao estado laico e assim viver intensamente o seu grande amor. Ah, o nome do padre é Riccardo Ceccobelli, sacerdote da diocese de Todi, no centro da Itália. Ao afastar o padre flechado pelo cupido, o bispo Gualtiero Sigismondi foi respeitoso: -Agradeço a dom Riccardo por todo serviço prestado até agora. E, em primeiro lugar, envio-lhe meus mais sinceros votos para que
Kajuru, feito menino chorão: estou de mal com Bolsonaro

Kajuru, feito menino chorão: estou de mal com Bolsonaro

Blog, Marcelo Firmino
O senador Jorge Kajuru (Cidadania-GO) foi à mídia, feito menino chorão, e anunciou seu rompimento com Bolsonaro: -Nunca mais falo com ele. Nesta terça-feira, 13, ele disse que a relação está rompida, mas "não serei contra o governo". Kajuru parece que não engana mais ninguém. Sempre foi um boquirroto, reacionário e oportunista. Um senador que ilustra, tão somente, o baixo nível político do Brasil atual. Andava apagado, no baixo clero do Senado. Na ânsia de aparecer, ele faz uma ligação para o presidente da República e se coloca à disposição para atuar pelo impeachment do ministro Alexandre Moraes, do STF, e ainda contra a CPI da Pandemia. Grava a conversa, onde o próprio aparece em postura de subserviência e mediocridade. Em seguida revela trechos do diálogo para aparec
A sociedade e seus estereótipos de “homens de bem”, como Dr. Jairinho, o matador de criança

A sociedade e seus estereótipos de “homens de bem”, como Dr. Jairinho, o matador de criança

Blog, Marcelo Firmino
A investigação do caso Henri Borel - a criança assassinada pelo padrasto no Rio de Janeiro - vai demonstrando com provas cabais, que o "homem de bem, miliciano, defensor da família, Dr. Jairinho" é na verdade um crápula da pior espécie. Político, conservador, mas totalmente vinculado ao crime, assim como o pai,  coronel PM Jairo Santos, comandante de uma milícia, que já havia sido preso por corrupção, entre outros crimes. Assassinar uma criança de 4 anos de idade, após sequências de torturas e espancamentos é de uma monstruosidade infame. Depois de tudo, o cinismo de dizer ao pai do menino para "virar a página". -Faz outro filho! -Disse o monstro. As mensagens encontradas no celular de Monique Medeiros, a mãe de Henry, mostram a situação de desespero da criança e a omissão del
Bolsonaro ameaça porrada em “senador bosta” de um congresso omisso

Bolsonaro ameaça porrada em “senador bosta” de um congresso omisso

Blog, Marcelo Firmino, Política
A baixaria política volta a ser o centro das atenções do País, a partir do momento em que o presidente Jair Bolsonaro ameaça "sair na porrada com um bosta desses". Entenda-se como "bosta" o senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP), nome citado pelo presidente em conversa telefônica com o senador Jorge Kajuru (Cidadania-GO). Em conversa gravada com Kajuru  na noite de sábado, 10, Bolsonaro chamou Randolfe Rodrigues (Rede-AP) de “bosta” e afirmou que teria que “sair na porrada” por ser o senador o autor do requerimento de criação da CPI da Covid-19. O impressionante de todo esse enredo é o silêncio das lideranças do Congresso, bem como do presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG) e do presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL). Essa relação institucional não republicana e abs
Que diabos tens contra nós, Covid, para levar Bernardino e agora o Falcon?

Que diabos tens contra nós, Covid, para levar Bernardino e agora o Falcon?

Blog, Expresso, Marcelo Firmino
Os últimos dias não poderiam ter sido mais duros para os jornalistas alagoanos. Ontem, a Covid tirou do nosso meio o jornalista Bernardino Souto Maior. Hoje, segunda-feira, 12, leva também o repórter-cinematográfico, Falcon Barros, da TV Gazeta, que estava internado na Santa Casa de Maceió. No sábado, 10, já havia nos impactado a todos com a morte do ex-deputado Alberto Sexta-Feira, uma pessoa querida além da conta por todos os alagoanos, inclusive, pai de um jornalista. O que diabo esse vírus tem contra nós? É muita tristeza junta em tão pouco tempo. É muito medo acumulado todo esse tempo de pandemia infeliz, recheada de descaso, desrespeito, deboche e omissão por todos os lados. É um teste para que fiquemos calados diante de tanta crueldade no mundo? É uma afronta às n
Covid leva Bernardino Souto Maior: que seja luz onde estiver

Covid leva Bernardino Souto Maior: que seja luz onde estiver

Blog, Marcelo Firmino, Personalidades
Morreu neste domingo, 11, o jornalista Bernardino Souto Maior, que estava há quase um mês internado em uma Unidade  Terapia Intensiva de Fortaleza (CE), lutando contra o coronavírus. Pelas redes sociais, a família mantinha os amigos informados sobre o estado de saúde dele, que se agravou na quinta-feira, 8 de abril.. A luta pela vida foi intensa, mas o virus foi mais forte e o levou. Não era um repórter, era uma agência Quando botei o pé na estrada dessa vida, o Bernardino Souto Maior já era um repórter consagrado. Polêmico, mas de luta. Dizia, carinhosamente, o saudoso Freitas Neto, da mesma geração dele, que se tratava de um jornalista compulsivo pelo volume de informações que colhia. -O Bernardino não é um repórter é uma agência ambulante. É uma notícia atrás da outra. E
Já em campanha Flordelis, a deputada que matou o marido, diz que vai ter mais votos que antes

Já em campanha Flordelis, a deputada que matou o marido, diz que vai ter mais votos que antes

Blog, Marcelo Firmino, Política
Sabe a Flordelis, aquela deputada federal do Rio de Janeiro, que fez campanha com as hastags "Deus acima de tudo", "Defensora da família", entre outras mais? Bem. Ela anda de tornozeleira, mas está em campanha pela reeleição. Responde a processo, após ser indiciada como a mandante do assassinato do próprio marido, o pastor Anderson do Carmo, em 16 de junho de 2019, em Niterói. A investigação descobriu que Flordelis é a personagem central de uma trama, que mistura política, religião e sexo. O novo detalhe de tudo isso é que a pastora, deputada federal bolsonarista e cantora gospel Flordelis,  deu entrevista ao jornal Metrópoles, de Brasília, anunciando que é candidata a reeleição e revelando que desta vez "com muitos mais votos do que tive". Isso mesmo. Declaração dela e nin
Jairinho o “homem de bem defensor da família”. Ou o monstro que matou Henry?

Jairinho o “homem de bem defensor da família”. Ou o monstro que matou Henry?

Blog, Marcelo Firmino
É triste, muito além da conta, o caso do menino Henry Borel, 4 anos, assassinado no Rio de Janeiro. O principal acusado do crime, o padrasto Dr. Jairinho, médico e vereador carioca, é o típico "homem de bem", referendado por essa nova onda conservadora da sociedade brasileira. Ele está preso. -Ah, Dr. Jairinho é um homem de bem. É o que costumavam dizer a sogra e a atual esposa, Monique Medeiros, presa também, como co-autora do crime. E quem é o Jairinho, o típico "homem de bem" na propaganda dos tempos atuais? Pois bem. O histórico de Jairo Souza Santos Júnior já dizia bem que o indivíduo era controverso, com sinais de alta periculosidade. Milita na política há 15 anos, com ligações diretas com o crime organizado, patrocinado pelas milícias do Rio de Janeiro. Foi po
Bolsonaro versus Dória no País da cachorrada explícita

Bolsonaro versus Dória no País da cachorrada explícita

Blog, Marcelo Firmino
O País está mesmo como a idiotice gosta. As autoridades não estão nem aí para liturgia do cargo e muito menos para o decoro. Jair Bolsonaro, o Presidente da República, vai a uma reunião de empresários, em São Paulo, e faz o que mais gosta que é esculhambar com adversários: -Dória é vagabundo, caralho! - Disse ele para a plateia, conforme noticiou a imprensa nacional. Por sua vez, João Dória, governador de São Paulo, foi ao Twitter e mandou sua resposta à altura: -Calma, Jair Bolsonaro. Além da CoronaVac, o Butantan é especialista na (vacina) antirrábica. Fique tranquilo, vou te vacinar”, postou o governador. Enfim, esse é o País da cachorrada explícita.  
Mais de 340 mil mortos e ele diz que ‘não vamos chorar o leite derramado’

Mais de 340 mil mortos e ele diz que ‘não vamos chorar o leite derramado’

Blog, Marcelo Firmino
O Brasil segue a sua triste saga com a morte batendo às portas de todos, sem que isso escandalize ou sensibilize grande parte da sociedade nos dias atuais. São pessoas que incorporaram o pensamento e alma do atual presidente da República, Jair Bolsonaro, que nesta quarta-feira, 7 de abril, em Foz do Iguaçu (PR) desconsiderou completamente as vítimas da Covid-19 no País. Ao ser questionado sobre os números  – mais de 340 mil mortes, vítimas da pandemia –  o presidente reagiu aos costumes, para o delírio dos apoiadores: – Não vamos chorar o leite derramado. Isso vai além da tristeza, muito além da tortura da alma. Isso vai direto e célere pelo caminho mais tortuoso da mediocridade. Mas, é assim: Os medíocres se reconhecem. Operam juntos, agem irmanados e reverberam em unísson