28 de junho de 2022Informação, independência e credibilidade
Brasil

Grande Recife já conta mais de 80 mortos pela chuva

Ao menos 15 barragens estão com a capacidade máxima

Ao menos 84 mortos por causa das chuvas no Grande Recife foram identificados entre sexta-feira (27) e a noite deste domingo (29).

Segundo o governador do estado, Paulo Câmara (PSB), não há clareza até o momento sobre o total de pessoas desaparecidas —na tarde de domingo, o número era de ao menos 56.

O estado registra 3.957 desabrigados. O governo decretou situação de emergência, assim como 14 municípios da região metropolitana.

Após a chuva dar trégua, cidades do Grande Recife tiveram um dia de buscas por desaparecidos em áreas de deslizamentos e resgates de pessoas ilhadas. Ainda neste domingo, áreas extensas do Grande Recife permaneciam alagadas.

Segundo Paulo Câmara, além do decreto, R$ 100 milhões foram disponibilizados para os trabalhos de busca e salvamento nas áreas atingidas, assim como para obras de infraestrutura nos municípios atingidos pela chuva.

Questionado sobre se acompanharia Jair Bolsonaro (PL) durante sobrevoo nas regiões afetadas no estado, previsto para amanhã, o governador informou que não foi oficialmente comunicado pelo mandatário de sua ida dele ao Recife.

Barragens

O governo de Pernambuco alertou que tem intensificado o monitoramento das barragens do estado por causa dos impactos da chuva na área de infraestrutura.

A secretaria de Infraestrutura e Recursos Hídricos, por meio da Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa), apontou 15 barragens que estão com a capacidade máxima após atualizar o monitoramento nas regiões Metropolitana do Recife, Agreste e Mata Norte.

O levantamento considerou a acumulação dos volumes de água nos últimos sete dias, período de incidência de chuvas fortes no estado que já resultaram na morte de dezenas de pessoas.